Semirreboque da Rossetti vai levar minério

0

A Minerita e a Rossetti, esta de Betim (MG), trabalharam juntas para apresentar um inovador semirreboque basculante lateral de três eixos distanciados, batizado provisoriamente de SRBL3D.

O equipamento atende as especificações solicitadas pela Minerita, detentora de uma das jazidas na imponente Serra de Itatiaiuçu (a 60 km de Belo Horizonte) e do seu braço logístico, a BioMinas. O interesse é obter ganho de carga líquida, mediante o recurso dos eixos distanciados.

O protótipo foi mostrado num pátio da Minerita. Ele se diferencia pela sobra de chassi na porção traseira do conjunto de eixos. Sua capacidade volumétrica é de 20 m3, suportando 34,5 toneladas de minério ou, quem sabe, outros granéis. Kássio Fonseca Ferreira e Marco Antônio Antunes, diretor e gerente da mineradora, dizem que o ‘seu instinto criador’ busca o de sempre: produtividade por viagem e rendimento t.km/litro.

Como benefícios adicionais, Kássio e Antunes apontam o mínimo risco de tombamento e menor tempo de descarga, numa inclinação máxima de basculamento lateral de 45 graus. Kássio espera um ganho de 40% no adicional de carga líquida por viagem, comparado ao que leva a carreta-basculante clássica. A Minerita decidiu tracionar o conjunto com caminhões 6×4 – neste caso, os Axor Mercedes 2640 e 2644 – “por bom-senso operacional e consciência de zelo no uso da estrada”, explicou Kássio. (Luciano Alves Pereira)

Compartilhar

Deixe um comentário