Actros 2646 une tecnologia e sofisticação

0

Produzido na Alemanha, este 6×4 tem itens de série que são raros até como opcionais por aqui

Cláudia Albuquerque

A grande estrela da Mercedes-Benz na Fenatran será o Actros 2646 LS 6×4. O caminhão, importado da Alemanha, é equipado com motor V6 de 456 cv e deve chegar às estradas brasileiras no início de 2010. Será o caminhão mais potente da Mercedes-Benz no Brasil. Com entre-eixos de 3.300 mm, o Actros 2646 LS 6×4 permite a utilização dos diversos tipos de semirreboques, inclusive bitrem e rodotrem. Só lembrando: a partir de 1º de janeiro de 2011, caminhões novos terão que ter tração dupla 6×4 para puxar bitrens.

O Actros 2646 LS é equipado com muita tecnologia. Os modelos trazem de série o câmbio automatizado sem pedal de embreagem, freios a disco em todas as rodas, ABS e suspensão a ar. Os veículos equipados com a cabine Megaspace, com piso totalmente plano, trazem de série itens de segurança como o sistema de orientação de faixa de rolagem, sistema de controle de proximidade, bloqueio de deslocamento para partida em rampa e assistente ativo de frenagem, o ASR.

Segundo Tânia Silvestri, diretora de Marketing e Desenvolvimento da Rede de Concessionários da Mercedes-Benz do Brasil, o grau de profissionalização e especialização das empresas de transporte de cargas e o crescimento da participação de modelos pesados no mercado foram fundamentais na decisão da montadora de trazer o caminhão rodoviário Actros para o Brasil. Vale lembrar que o Actros chega ao Brasil com o status de “O Caminhão do Ano 2009”, título conquistado no último Salão IAA em Hannover, na Alemanha.

Sem Finame, o Actros custará cerca de 15% mais que o modelo Axor, que possui motorização entre 326 e 428 cv. Para tornar o produto mais atrativo, o banco da montadora lançará linha exclusiva de financiamento para os novos modelos.

Além do Actros 2646 LS 6×4, a Mercedes-Benz expõe na Fenatran o novo cavalo mecânico Axor 2535 6×2; o câmbio semiautomatizado para a linha Axor fora de estrada com motorização de 12 litros, representada no evento pelo modelo Axor 4144 6×4; a cabine leito teto alto para o Atego 2425 6×2; a versão de entre-eixos mais longo do chassi com cabine Sprinter 311 Street; e a van Sprinter 413 de 20 lugares.

Compartilhar

Deixe um comentário