Volvo está otimista para 2010

0

Já em janeiro, a empresa contratou 250 funcionários e iniciou segundo turno de trabalho

A expectativa de crescimento de 8% na indústria, a safra recorde de 141 milhões de toneladas de grãos e o aumento de 28% na demanda por aço sustentam as boas expectativas da Volvo para 2010. Tanto que a fábrica de Curitiba iniciou em janeiro o segundo turno de trabalho, com a contratação de 250 funcionários.

Outro fator que deverá estimular as vendas de caminhões novos no segundo semestre, segundo a montadora, será a exigência, a partir de janeiro de 2011, da tração 6×4 para bitrens. O eixo adicional deverá elevar o preço dos caminhões em pelo menos 7% em relação aos 6×2.

Em 2009, segundo melhor ano da história da marca no Brasil, a Volvo vendeu 10 mil caminhões na América do Sul, com um faturamento de R$ 3,2 bilhões.

A montadora também dá destaque ao fato de 60% de seus caminhões estarem saindo de fábrica equipados com a caixa de câmbio eletrônica I-Shift, que dispensa o pedal da embreagem e economiza combustível – gasta 3% menos que os equipados com câmbio manual.

O caminhão mais vendido pela Volvo em 2009 foi o FH 440, com 3.819 unidades. A Volvo Financial Services movimentou R$ 112 milhões em financiamentos pelo programa Procaminhoneiro. Foi o único banco de montadora a financiar caminhões usados com até 11 anos, o que representou aproximadamente 20% do montante total.

Roger Alm substitui Svensson na direção

Roger Alm e o motociclista Tommy

O sueco Roger Alm assumirá a presidência da Volvo do Brasil este ano, em substituição a seu compatriota Tommy Svensson, que está se aposentando depois de ocupar o cargo por mais de seis anos. Há 20 anos no grupo Volvo, Alm é diretor da Região Leste da Divisão Europa da VTC (Volvo Trucks Corporation), sendo responsável pelos negócios por 24 países do Leste Europeu.

O novo executivo iniciou sua carreira no Grupo Volvo na VTC, em 1989, na área de desenvolvimento de produto, em Gotemburgo, Suécia, sede da empresa. Com 48 anos, já passou por várias áreas da corporação, como engenharia, pós-venda, peças e serviços. Trabalhou na Polônia e na Austrália. É casado e tem dois filhos.

 

Compartilhar

Deixe um comentário