Prefeito Kassab fala à Carga Pesada

0

O prefeito Gilberto Kassab disse à Carga Pesada que não irá flexibilizar as restrições impostas aos caminhões na Marginal Tietê, em São Paulo

Janaina Garcia

Para o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, não será a ação do poder público, mas sim “o tempo” que pacificará os ânimos e trará respostas aos problemas causados ao transporte de cargas pelas restrições ao tráfego de caminhões na Marginal Tietê, em vigor desde março. “Com o tempo surgirão terminais, por exemplo, em que os motoristas poderão aguardar para trafegar; as situações irão se acomodando”, acredita o prefeito.

Para o prefeito, todas as medidas tomadas pela administração municipal têm se mostrado corretas

Kassab atendeu solicitação da Carga Pesada e concedeu uma entrevista exclusiva à revista no dia 25 de maio. Para ele, não é a prefeitura que tem que construir estacionamento para caminhões. “Eles podem ser feitos pela iniciativa privada, com incentivo da prefeitura”, afirmou, sem adiantar se existe algum projeto em andamento nesse sentido.

Gilberto Kassab está convencido de que a restrição aos caminhões foi uma medida “correta” e disse que não haverá recuos.

A oferta de vias alternativas às marginais, reivindicada pelos transportadores (motoristas e empresas), será atendida pelo Estado, conforme o prefeito, quando os trechos Norte e Leste do Rodoanel ficarem prontos. “Essa é a alternativa. Os trechos Oeste e Sul já cumprem essa função, e os que estão em obras farão o mesmo. Não tem sentido fazermos outros investimentos para resolver um problema cuja solução já está em andamento.” O trecho Norte (de 47,4 km) deverá ficar pronto em 2015, e o Leste (42 km) tem previsão para o fim de 2013 ou início de 2014.

Enquanto isso… O prefeito afirma que o futuro do abastecimento de cargas na capital paulista está nos veículos urbanos de carga (VUCs). São necessários cinco VUCs para transportar o mesmo que um caminhão de grande porte, de 20 toneladas.

Os VUCs agora podem circular a qualquer hora (antes, só das 10 às 16) na chamada Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões, ou centro expandido. Só têm que respeitar o rodízio de veículos. A região pega avenidas como a Francisco Morato, Nove de Julho, Rebouças e Paulista.

“Isso já estava previsto pelos técnicos e o impacto para o trânsito será positivo”, disse o prefeito à Carga Pesada. “Haverá menos VUCs no trânsito, distribuídos ao longo do dia, fazendo um serviço que antes exigia mais veículos desse tipo.”

O prefeito ficou satisfeito com as indicações de que as restrições aos caminhões na Marginal Tietê melhoraram o fluxo de veículos nos horários em que os caminhões estão proibidos (embora tenham piorado quando os caminhões são liberados). “Os resultados são os esperados. É evidente que estamos acompanhando a situação para que possam ser feitos aperfeiçoamentos, se for o caso.”

Sobre o aumento de casos de assaltos a caminhoneiros que aguardam parados nos bairros próximos à marginal (Vila Maria e Parque Novo Mundo, principalmente), o prefeito diz que esse é um problema de segurança a ser analisado junto à Polícia Militar, e não à prefeitura.

Compartilhar

Deixe um comentário