Denatran declara ilegal inclusão de 4º eixo em carreta LS

11

Nelson Bortolin

 

“Não é possível a modificação de semirreboque a fim de que o veículo passe a ter quatro eixos.” Esta foi a resposta dada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) à Ative Avaliações Técnicas. A empresa, que faz inspeção veicular e tem sede em Maringá, Ourinhos, Itapetininga, Curitiba, Osasco, Franca e Marília, havia questionado o órgão sobre a possibilidade da inclusão de um quarto eixo autodirecional numa carreta LS de três eixos.

Segundo o Denatran, a mudança não encontra respaldo na portaria 63 de 2009, que estabelece as configurações possíveis de veículos de carga.

revista carga pesada 4 eixo

De acordo com Rodrigo Boni, responsável técnico da Ative em Maringá, a consulta foi feita porque muitos proprietários de carretas têm procurado a empresa perguntando sobre essa possibilidade.  “Agora nós estamos orientando para que não seja feita a mudança”, afirma.

Desde que, em janeiro de 2011, a resolução 201 do Contran obrigou o uso de cavalo 6×4 para puxar bitrem, o que encarece a configuração, alguns transportadores começaram a procurar alternativas para carregar o mesmo tanto ou quase o mesmo tanto de carga que os sete eixos (57 toneladas de PBTC), sem aumento de custo.

Algumas dessas alternativa são legais, como a vanderleia e o 8×2 (clique aqui e leia mais ). Já outras, como a carreta de quatro eixo, são proibidas.

A Carga Pesada apurou que a inclusão do quarto eixo na carreta LS tem sido comum na região de Maringá e em Mato Grosso. 

Compartilhar

11 Comentários

  1. O DENATRAN TA CERTO, MUITO BEM… OS RODOTRENS JÁ SÃO UM ABUSO IMAGINA O QUE ESTÃO QUERENDO FAZER POR AI AUMENTANDO EIXO E DERRUBANDO PONTES (VEJA A DA DIVISA EM IRAI RS), ESTA NA HORA DE TER PESSOAS RESPONSÁVEIS NO NOSSO PAÍS, LEMBREM A PONTE DE AGUDO RS, MORREU GENTE LÁ !!!!!

  2. Quanto mais peso mais estradas danificadas , menos fretes para os outros , tudo não passa de ganancia o frete esta ruim por causa destes idiotas que querem carregar peso devido o frete que é uma merda ai os os otários coloca 4,5,6 e mais eixos para ganhar um pouquinho mais e não vê que acaba com o caminhão e coloca a vida em risco,porque os patrões gananciosos não senta o rabo na boleia e se arrisca por estas tranqueiras nas estrada sem segurança.(BANDO DE TROUXA QUEM FAZ ISTO)

  3. É PESSOAL, EM VEZ DO ESTRADEIRO SE PREOCUPAR, EM PLEITEAR AUMENTO DE FRETE, FICA PENSSANDO EM FAZER GAMBIARRA, PARA AUMENTAR A CAPACIDADE DE TONELAGEM, ORA MEU POVO VAMOS PENSSAR EM BUSCAR PREÇO DE FRETE COMPATÍVEL COM A REALIDADE HOJE, POIS NÓS DA MANEIRA QUE ESTÁ, QUEBRAMOS E ESQUECEMOS DE CAIR, AUMENTO DE FRETE JÁ

  4. Não dá para entender o Denatran. Um caminhão 6×2 transformado em 8×2 com LS tem a capacidade de carga elevada num espaço menor, exige mais tração e ainda assim é liberado. Essa configuração bem feita implica num quarto eixo direcional no cavalo e alteração da posição dos eixos do semirreboque.

    Um LS com quarto eixo bem feito deveria também ter reposicionamento dos eixos fixos e novamente se trata de um acréscimo de eixo com função direcional, só que no implemento e não no veículo trator. Em tese, arrasto e capacidade de carga são similares, mas o Denatran não libera.

    O fator segurança que alguns alegam como melhor no 8×2 é questionável. O bitrem, concordo, por ter duas articulações gera instabilidades, mas a lei recente exige um caminhão 6×4 que utiliza dois eixos para o freio motor que poupa os freios. Um 8×2 tem um eixo a mais, mas este não é de tração, porém o conjunto leva capacidade similar ao bitrem de sete eixos, então se há maior segurança por só ter uma conexão, essa fica um pouco comprometida já que há elevação de carga com um único eixo de tração, algo similar ao que os críticos falam sobre bitrens tracionados por cavalos 6×2. Não adianta dizer que o veículo tem força para tracionar se essa força é aplicada num único eixo exigindo maior tracionamento que desgasta o pavimento, e na hora de parar este eixo também fica sobrecarregado.
    Enquanto nos EUA os 6×4 são facilmente vistos, aqui só realmente necessários. Outra é que o existe defesa justa que se é para transportar mais carga, que o comprimento do conjunto seja maior para não concentrar muita carga num espaço menor, pois isso eleva o arrasto e pode prejudicar obras de arte como viadutos e pontes, tanto que bitrens de 9 eixos e menos de 20m sofrem restrições.
    A forma é paga o nosso transporte de cargas rodoviárias tem estimulado a busca por conjuntos menores e maior capacidade de carga.

  5. amigos, cada cavalo mecanico tem uma CMT, ou seja capacidade m´+axima de tração, portanto o 4ºeixo, vai ser dentro desse CMT, ou seja exemplo um volvo FM370 ano 2009, por exemplo a CMT é de 56tons, enquanto uma scania $”= 6×2 com 3º eixo é de 66ton de CMT, porem a balança calcula pela quantidade de eixo e suas distancias, numa carreta de 4º eixo em um cavalo trucado, tipi volvo FM370 a capacidade máxima vai ser de 56tons, ou seja em média de 38t por carga, enquanto que na scania vai ser de 58.5

    ok…. era bom estudar as resoluções primeiro antes de falarem, comentarem sem o conmhecimento de causa, resolução 292, a 1100, etc…..que dá liberdade da inclusão…..e como fica as carretas pranchas que são mais pessadas, mais largas, e tem pneus pequenos e tem inumeros eixos….??? tudo isso é interesse das industrias montadoras que NÃO tem a permissão de fabricar a carreta 4 º eixo e ersta desvalorizando o conjunto bitrem…acorde,

  6. Por todo tempo que estou na estrada, desde 1985, nunca vi nenhum cavalo mecânico carregado com alguma carga, agora o reboque vejo a todo instante. Cavalo mecânico(Rebocador), arrasta a carreta(reboque) este sim leva a carga. Porque que então pode o 4º eixo no cavalo e não pode na carreta, sendo que ela e que leva o peso, o cavalo faz a função de arrastar o peso. O motivo do denatran não fazer a liberação e meramente politico e de interesse das montadoras, se liberar a carreta com 4º eixo quem vai comprar bitrem ou rodotrem, para ter restrição, engata e desengata de carreta.

  7. acorda pessoal do transportes nao é só pedagio e oleo diesel q esta um abssurdo nós estamos esquessendo dos tais cartoes q vinha pra melhorar ponha na ponta da caneta o tanto q esse povo ta roubando em cima d nos cada saque limitado a 800,00 custa 4.99 agora anntt fez outro q custa 12,00 reais entao veja como e facil roubar dinheiro d caminhoneiro simplesmente eles com aprovaçao da antt tirou dos papeis e imformatizou mais moderno roubo ve se eles estao preocupados em fiscalizar estao tomando o porre de roubar com autorizçao outra situaçao é o caso de trasportadorasé fato de nao ter regulamento se o frete um perssentual de lucro para as tranportadoras e se fosse fiscalizados seria bem melhor exeplos se ela pega um frete de 5.ooo,oo terian q pagar x para quem realmente vai ter as dispezas com oleo diesel e pedagio eo otros mas tdo e a revelia a tranportadoras terian q pagar no minimo 75% sobre o valor se ja q até o seguro da carga e descontado d nós carga e desc. tambem ta tdo errado tem muito roubo em cima de nós porisso q ta dificil tdo nós temos q pagar até nossos banhos e q nao é barato nao, tem posto cobrando ate 15,oo reais se for refinar é um verdadeiro forró

  8. Delonei Pavan em..

    E não vamos esquecer o salário de um profissional do volante, que vem só decaindo, profissão que tem sofrido desvalorização nos últimos anos. Empresários do ramo, somem o valor do veículo e das cargas transportadas durante um mês, mais a responsabilidade do conjunto como estrada, trânsito e tantas outras coisas. Sem contar as condições precárias de vida nas estradas e longe de casa e dá família.

Deixe um comentário