MAN permanece na liderança em caminhões

0

A empresa ficou em primeiro lugar em vendas no Brasil e colocou dois modelos entre os 10 mais vendidos

Pelo 11º ano seguido, a MAN Latin America ficou na liderança do mercado brasileiro de caminhões em 2013. Segundo os números do Registro Nacional de Veículos Automotores – Renavam -, a empresa fechou 2013 com 40.834 veículos emplacados e uma participação de 26,9% de mercado.

A indústria de caminhões cresceu 11% em relação a 2012, totalizando 154.549 veículos emplacados. As compras de veículos feitas pelo Governo, as taxas atrativas do Finame PSI, além dos programas de incentivo à renovação de frota, explicam esse crescimento: “Não podemos esquecer também as obras de infraestrutura e a safra recorde, que alavancou o segmento extrapesado”, lembrou Roberto Cortes, presidente e CEO da companhia.

Também segundo os números do Renavam, a MAN Latin America colocou dois modelos entre os dez mais vendidos de 2013: o Constellation 24.280 6X2 com 9.329 veículos, e o leve Delivery 8.160 4×2, com 6.936.

Na dança dos números, no entanto, Volvo e Scania foram as que mais cresceram no mercado brasileiro de caminhões em 2013. Segundo dados da publicação Automotive Businesse, das 10 marcas mais vendidas (veja quadro), cinco registraram expansão e outras cinco, queda. E só três ganharam ampliaram sua participação no mercado. As duas maiores fabricantes, MAN/VW e Mercedes-Benz, que dividem em partes similares mais da metade do mercado, tiveram seu domínio reduzido de 54,6% para 51,1% de 2012 para 2013. Mas os negócios continuaram concentrados em apenas seis marcas, que juntas têm quase 98% das vendas.

Ainda segundo a publicação, o grande vetor de crescimento em 2013 foi o agronegócio: o transporte de grãos ficou com 34,5% das vendas de caminhões pesados. Os negócios tiveram o amparo do financiamento barato do Finame PSI/BNDES, com taxa que era de 4% ao ano até o fim do ano passado. Esse cenário ajudou as duas marca suecas do setor, especialistas no segmento. Com isso, a Scania foi a que mais ganhou participação de mercado, quase cinco pontos porcentuais, fechando o ano com market share de 12,75%, na quinta posição do ranking, e o maior crescimento das vendas entre as grandes, em expressiva alta de 77,8%.

Pelos mesmos motivos, a Volvo teve o segundo melhor desempenho em 2013: ganhou dois pontos de participação de mercado, que subiu para 13,41%, e assim terminou o ano pela primeira vez em sua história no País na terceira posição do ranking, ultrapassando a Ford. Também anotou uma elástica expansão das vendas, que avançaram 30,5% na comparação com 2012.

Compartilhar

Deixe um comentário