Os 40 anos da Transaguiar

0

A trajetória da transportadora de Contagem retrata uma espécie de contabilidade no azul, lançada à história pelo seu fundador Jair de Aguiar.

Jair comprou seu primeiro caminhão, um Chevrolet, com 19 anos, em 1947. Nem asfalto havia. Repetiu a clássica transição Chevrolet-Mercedes. Estes eram a diesel.

Cleuzita, Jair, Sandro Medeiros, os gêmeos Rafael e Francisco, Cleunice e Wanderson Miranda posam para o registro dos 40 anos da Transaguiar

Nos anos 60, ficou na puxada de verduras da Ceagesp (SP) para a Ceasa/MG. Até que um dia a Liquigás o convidou para contrato. Foi o momento da fundação da Transaguiar, em 1° de fevereiro de 1974. Levava botijões de gás e fogões de São Paulo para Minas. Passou a fazer o mesmo para outras envasadoras de gás.

Seguiu-se uma fase de intenso trabalho, no qual o pai e o filho Antônio viraram motoristas, mecânicos, borracheiros, tudo. Outros filhos se juntaram à labuta, como Jair Filho e Carlos. Mas quem pôs o andor nos ombros foram a filhas Cleuzita e Cleunice, com quem Jair divide a administração. Que vai muito bem, obrigado: hoje a Transaguiar tem 60 conjuntos de cavalo e carreta dedicados ao transporte de gás a granel ou em botijões, e suas operações se expandiram para o Vale do Paraíba (SP). Jair Aguiar chega aos 85 anos realizado.

Compartilhar

Deixe um comentário