Otani quer ampliar mercado no País

0

Para aprofundar relações comerciais e conhecer melhor a realidade do mercado de pneus do Brasil, executivos da Otani Radial Company, da Tailândia, estiveram em Londrina (PR), onde foram recebidos pelo empresário Omar Jabur, da EBRP – Empresa Brasileira de Pneus.

Segundo o presidente da Otani, Ekachai Limpichotipong, a marca tailandesa está no Brasil há mais de 10 anos com pneus convencionais e há três anos iniciou negócios com pneus radiais. O grupo tailandês, em sociedade com a Zafco Group, montou uma fábrica de pneus radiais, a Otani Radial, há três anos.

Walter Bohlsen Jr, da BBS Pneus; Raghu Sanga, da Zafco; Linn Linn e Ekachai, da Otani Pneus; Omar Jabur; e Omar Filho da EBRP

O empreendimento recebeu investimentos de mais de US$ 100 milhões. Ekachai afirma que a nova fábrica é a maior em produção de pneus radiais do Sudeste Asiático. Com capacidade para produzir 2.500 pneus por dia, que será ampliada para cinco mil por dia até 2016, a unidade utiliza tecnologia de última geração e matérias-primas dos melhores fornecedores do mundo. Os produtos apresentam alta resistência, por serem produzidos integralmente com compostos de borracha natural virgem.

O executivo afirma que o Brasil já é um importante mercado para o pneus radiais da nova indústria, uma vez que os transportadores brasileiros têm buscado qualidade e redução de custos.

Disse que visitou a EBRP – Empresa Brasileira de Pneus – em Londrina, por ser um parceiro com grande potencial. “Aos poucos estamos tendo a oportunidade de demonstrar as qualidades dos nossos produtos e obter um crescimento sustentável no mercado brasileiro”, comenta.

O grupo trabalha com uma linha com 15 modelos de pneus radiais para caminhões e ônibus e em breve novas medidas e modelos ampliarão ainda mais a gama de produtos.

A diretora da Otani, Linn Linn Limpichotipong, acrescentou que um dos objetivos da visita ao Brasil é identificar outros modelos de pneus radiais que o mercado brasileiro demanda e adequar a indústria na Tailândia para que o grupo possa oferecer novos modelos ao Brasil. Ela mencionou que a visita ao Brasil também está ligada à constante busca do aprimoramento da qualidade dos pneus Otani. “O desenvolvimento da qualidade e da performance dos nossos produtos não se dá apenas nos laboratórios de nosso centro de pesquisa. É preciso sair a campo para conhecer a realidade dos locais onde nossos pneus vão rodar”, comenta.

Questionados sobre as dificuldades que a legislação brasileira impõe à importação de pneus, o executivo tailandês afirma compreender que as regulações são importantes para proteger o consumidor. “Mas quando elas são excessivas, acabam provocando elevação dos preços dos produtos importados”, acrescentou. A executiva disse que, “assim como a gasolina, o encarecimento dos pneus reflete nos preços do transporte e consequentemente nos preços dos produtos transportados”. (Guto Rocha)

Compartilhar

Deixe um comentário