A serie F-4000 volta a ser produzida junto com a F-350

0

O F-4000 está de volta, agora também em versão 4×4. Junto com o F-350, vem trazer alegria aos que estavam com saudades dele

Dilene Antonucci

Depois de dois anos e meio fora de produção, a Ford aproveitou a topografia acidentada da Fazenda Jacinto, em Bragança Paulista (SP), para relançar a Série F, que inclui modelos historicamente líderes de vendas: o caminhão leve F-4000 (agora também na configuração 4×4) e o semileve F-350.

24

F-4000

Com nova cabine e trem de força que inclui o motor ISF da Cummins de 150 cv (o anterior tinha 120 cv), o F-4000 chega com cara e conforto de picape, ao preço de R$ 117.290. A versão 4×4 sai por R$ 133.290. Já o F-350 – que também pode ser financiado pelo Finame – custa R$ 101.290.

A Ford iniciou há dois meses uma pré-venda dos veículos. Numa demonstração de que os modelos não deveriam ter sido tirados de linha, nada menos que 800 clientes manifestaram interesse em comprar, mesmo antes de testá-los. Destes, 640 anteciparam a entrada (de 10%). Metade comprou o F-350 e a outra metade o F-4000, sendo que, destes, 30% optaram pela tração 4×4.

Diante dessa receptividade, a Ford acredita que, nesses dois anos e meio, nenhum outro veículo ocupou a lacuna deixada pela linha que tem mais de cinco décadas de história. Lançada em 1957 com o F-600, a série F teve 170 mil unidades vendidas desde seu lançamento, um recorde. O F-350 foi lançado em 1959 e o F-4000 em 1975.

27

Interior do F-4000

A expectativa é de que os antigos clientes aprovem as novidades e voltem a comprar: “São profissionais que trabalham muito, geralmente responsáveis pela própria fazenda ou negócio, que usam o caminhão para o trabalho e também como veículo pessoal. Isso gera um alto nível de lealdade”, comenta Guy Rodrigues, diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul.

A Série F chegou a representar 30% das vendas da Ford Caminhões no Brasil. Quando saiu de linha, no final de 2011, em função da chegada ao mercado dos motores Euro 5, o estoque na rede era alto: “Em 2012, mesmo sem ter produzido um único caminhão, o F-4000 foi o modelo mais vendido no seu segmento”, lembra Rodrigues.

25

Visão do novo F-4000

PICAPE – O semileve F-350 e os leves F-4000 e F-4000 4×4 vêm equipados com o motor ISF 2.8 da Cummins, de 150 cv, e transmissão de cinco velocidades da Eaton. Têm motores Euro 5 com tecnologia SCR, que demanda o uso de arla.

Os modelos se destinam tanto ao uso urbano como rural, unindo potência e capacidade de carga com o conforto de uma picape. Freios ABS com distribuição eletrônica (EBD) e ar-condicionado são equipamentos de série.

O F-350 tem rodado simples, peso bruto total de 4.500 kg e capacidade de carga útil de 2.128 kg. É indicado para transporte de hortifrúti, entregas fracionadas, serviços de manutenção e distribuição comercial.

26

O F-350 também pode ser adquirida pelo Finame

O F-4000 tem rodado duplo, peso bruto total de 6.800 kg e capacidade de carga útil de 3.949 kg. É indicado para o transporte de hortifrúti, insumos agrícolas, materiais de construção e animais vivos, além de entregas fracionadas, manutenção de serviços públicos e aplicações fora de estrada.

O F-4000 4×4 tem peso bruto total de 6.800 kg e capacidade de carga útil de 3.810 kg. Seu ângulo de entrada de 26 graus e o ângulo de saída de 27 graus facilitam a rodagem em terrenos difíceis. Único do segmento com tração 4×4, pode ser utilizado em serviços especiais como manutenção de redes elétricas, telefonia, água e esgoto, além de aplicações rurais diversas, suporte na mineração, construção civil e militar.

Os veículos têm garantia de 12 meses; motor, câmbio e diferencial, garantia de 24 meses – sem limite de quilometragem.

Compartilhar

Deixe um comentário