O caminhão que “se dirige” sozinho

0

Um Actros com direção autônoma, que trafega na estrada sem intervenção do motorista, acaba de ser apresentado pela Mercedes-Benz

Claudia de Albuquerque
de Magdeburg, Alemanha

A Mercedes-Benz apresentou no dia 4 de julho, em Magdeburg, na Alemanha, o “Future Truck 2025” – um caminhão Actros 1845 com sistema autônomo de direção, que o permite rodar a 80 km/h em estradas de longa distância sem que o motorista precise dirigir, embora tenha que estar presente.

Por intermédio de recursos eletrônicos, o caminhão “vê” o que se passa ao seu redor. Radares, câmeras, sensores e a interligação com a rede de dados e internet fazem a leitura de obstáculos, condições da pista, veículos, acidentes e condições climáticas. O sistema analisa esses dados e toma decisões como frear, reduzir, acelerar, desviar e até mesmo levar o veículo para o acostamento para que ele seja parado.

22

Fotos ilustrativas divulgadas pela Mercedes: o motorista se ocupa do computador enquanto o caminhão “vai sozinho”

Antes de cada mudança na condução do caminhão, o motorista é avisado através de mensagens. Se sua intervenção for necessária, o sistema também avisa. É mais ou menos a mesma coisa que acontece com os pilotos, nos aviões de grande porte.

A Mercedes-Benz já tem o protótipo e acredita que até 2020 o caminhão de direção autônoma será uma realidade. Não se sabe quanto ele vai custar, mas já se pode prever outras perguntas a serem feitas. Por exemplo: quais serão as adaptações na legislação de trânsito que precisarão ser feitas? Quem é responsável em caso de acidente quando o sistema de direção assistida está operando o caminhão? Muitos dados serão gerados, quem será dono das informações coletadas?

23A direção autônoma precisa de muita tecnologia embarcada. O caminhão tem na parte dianteira inferior um sensor de radar que explora as regiões de curta e de longa distâncias à frente; nas laterais, radares monitoram as áreas da estrada à esquerda e à direita.

Uma câmera estereoscópica situada sobre o painel de instrumentos também varre a área situada à frente do veículo. Essa câmera consegue identificar uma ou duas pistas da estrada, além de pedestres, obstáculos estáticos ou em movimento.

Além disso, o sistema dispõe dos dados do mapa digital viário em três dimensões para que o caminhão reconheça o traçado da estrada e a topografia da rota.

NÚMEROS – A corrida para produzir veículos autônomos está acelerada na Europa. A previsão é que em 2020 esta tecnologia esteja nas ruas. O Ministério do Transporte da Alemanha prevê que o crescimento no volume do transporte de cargas em caminhões no país seja de 39% até 2030, e alerta que não é possível aumentar o número de estradas nessa proporção, mas apenas “otimizar” o uso da infraestrutura existente. A Alemanha registrou 600 mil quilômetros de congestionamento em 2012, o que gerou a queima de enorme quantidade de combustível.

Outros países e empresas também estão nessa corrida. Carros que estacionam sozinhos, param sozinhos, pilotos automáticos e uma série de equipamentos já existem e seguem na direção da automação.

Compartilhar

Deixe um comentário