Nova Savana, no Paraná, dobra capacidade

0

Concessionária de Curitiba agora está em São José dos Pinhais, às margens da BR-116

A Mercedes-Benz deu mais um passo na estratégia de adequar a localização da sua rede de concessionárias, muitas das quais estão dentro das cidades. A Savana, de Curitiba, do Grupo Águia Branca, acaba de inaugurar novas instalações na BR-116, em São José dos Pinhais.

A nova Savana tem 350 metros de frente para uma das rodovias mais movimentadas do País, num edifício de 12 mil metros quadrados fincado num terreno de 40 mil metros quadrados. São 55 boxes na oficina mecânica para uma média de 1.100 atendimentos por mês, 20 vagas de estacionamento para clientes e outras 50 para atendimento de pós-venda. O investimento foi de R$ 20 milhões.

17

São 12 mil metros quadrados de área construída e 55 boxes de serviço

“Não estamos pensando no ano de 2015, mas no futuro”, argumentou o diretor do Grupo Águia Branca, Riguel Chieppe. Para ele, quem estiver preparado vai reagir mais rápido quando vier a retomada do crescimento.

Além de estar às margens da BR-116, no Contorno Leste, entre a BR-277 (que leva a Paranaguá) e a BR-376 (ligação do Sul do Brasil a São Paulo), a região é de fácil acesso para quem vem da zona industrial de Curitiba e fica perto do Aeroporto Afonso Pena.

“Com a renovação dos pontos de venda e de atendimento, estaremos cada vez mais próximos das operações dos clientes”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda de Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Queremos atender bem, no lugar certo e com estrutura adequada ao perfil de cada cliente e ao tipo de produto e serviço que ele necessita.”

A nova Savana é uma das oito concessionárias Mercedes-Benz do Grupo Águia Branca nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Espírito Santo. Suas agências ficam em Ponta Grossa, Joinville e, no Espírito Santo, sede do grupo, em Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Serra, Colatina e Linhares.

18

AJUSTES – Presente à inauguração, realizada no início de maio, o presidente da Mercedes-Benz, Philipp Shiemer, destacou a qualidade das instalações: “Mesmo nível das concessionárias da Europa”.

Aproveitou para explicar que, embora esteja operando com 55% da sua capacidade, todos os planos de investimentos da Mercedes-Benz estão mantidos. “Nosso extrapesado Actros melhorou muito em termos de consumo e agora tem 100% de Finame. Além disso, a partir de 2016 toda a produção de cabines será concentrada na planta de Juiz de Fora. Acredito que esta seja mais que uma crise econômica, estamos vivendo uma crise de confiança”, avaliou.

Compartilhar

Deixe um comentário