MAN mira nos mercados emergentes

0
Caminhões MAN, VW e Scania: agora fabricados pelo mesmo grupo econômico Volkswagen Truck & Bus

Caminhões MAN, VW e Scania: agora fabricados pelo mesmo grupo econômico Volkswagen Truck & Bus

Edição 188 – out/nov/2016

A tecnologia brasileira para caminhões e ônibus marcou presença no maior salão de veículos comerciais do mundo – o IAA 2016 – no estande da MAN Latin America, fabricante dos veículos Volkswagen e MAN. A empresa participou pela oitava vez do evento e este ano o objetivo foi buscar novos mercados para exportar seus produtos, sobretudo para países emergentes, dado o know-how adquirido nestes 35 anos desenvolvendo produtos a partir da experiência na realidade brasileira.

A estratégia é reduzir a ociosidade da fábrica de Resende (RJ), que opera com menos da metade de sua capacidade, elevando as exportações dos atuais 15% da produção para 35% nos próximos três anos.

Responsável pela Volkswagen Caminhões e Ônibus na recém-criada holding Volkswagen Truck & Bus, a montadora brasileira aproveitou o salão para apresentar seu plano de internacionalização. “Não estamos mais numa ilha lá no Brasil, agora fazemos parte de um grande grupo”, disse Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America. “Tínhamos uma equipe de 500 engenheiros, agora temos oito mil profissionais nesta área. Isto nos dá músculos para buscar oportunidades em novos mercados.”

A holding, além da empresa com sede no Brasil, reúne outras três marcas internacionais: MAN, Scania e VW Nutzfahrzeuge, que fabrica comerciais leves. O grupo acaba de adquirir também 16% de participação na Navistar, abrindo caminho para entrar no concorrido mercado norte-americano.

O IAA também foi palco do lançamento mundial da nova série de caminhões MAN TGE. O veículo comercial para o tráfego urbano de distribuição e construção civil cobre a faixa de 3 a 5,5 toneladas de peso total e faz da MAN um fornecedor com uma linha completa de veículos de 3 a 250 toneladas.

A MAN apresentou ainda uma ferramenta logística voltada para o futuro. Denominada RIO – a nova marca da Volkswagen Truck & Bus na área de soluções digitais, associada à ideia de fluxo –, trata-se de uma plataforma tecnológica e comercial aberta e flexível, com recursos de conectividade que permitirão aumentar a eficiência na movimentação de cargas com um diferencial único: está preparada para atender veículos de todas as marcas.

 

Caminhão a GNV foi destaque da montadora

Com emissões equivalentes aos motores Euro 6, um dos destaques da MAN Latin America no IAA foi o VW Constellation 24.280, líder em vendas no Brasil há oito anos, que desembarcou na Alemanha equipado com o kit GNV. Com esse combustível, o protótipo reduz em 20% as emissões de CO2 frente aos motores diesel.

Já testado pela Ambev no Brasil, no transporte de bebidas, o caminhão tem autonomia de até 200 km. O sistema de armazenagem de gás natural não altera a capacidade de carga útil, a mesma para a versão a diesel, podendo levar até dez pallets de 1.250 quilos, o equivalente a 9.400 garrafas, no caso do transporte de bebidas.

Outro veículo presente no estande da MAN na Alemanha foi o VW 25.420 8×2 série Prime, que celebra os dez anos de lançamento da linha Constellation. Com acabamento interno diferenciado, cor exclusiva e transmissão automatizada V-Tronic, sua cabine eco-friendly traz componentes plásticos feitos com materiais recicláveis. Seu projeto eliminou 12 kg de massa, além de trazer em sua composição 18% de materiais recicláveis.

O mais potente veículo da gama Volkswagen Caminhões é equipado com motor Cummins ISL de nove litros, com 420 cv e 1.850 Nm de torque. Uma das maiores vantagens do modelo é seu peso reduzido, que proporciona capacidade de carga extra de uma tonelada na comparação com seus principais concorrentes. O modelo é equipado com caixa automatizada V-Tronic ZF de 16 marchas, o que contribui para reduzir o consumo de combustível e ampliar a produtividade.

revista-carga-pesada-man-hannover

Compartilhar

Deixe um comentário