Entre nós: Humanizando a estrada

0

Mais do que de caminhões, médias de consumo e pistas simples ou duplicadas, a estrada é feita de gente, pessoas como os motoristas Éder e Arlindo, que nos conduziram sãos e salvos pela perigosa BR 163 para produção de vídeos e reportagens do projeto Revista Carga Pesada e Mercedes-Benz na Rota da Safra, que você poderá conferir clicando aqui.

É esta a conclusão que se pode tirar de mais uma etapa do projeto que tem nos levado a uma imersão profunda na rotina das estradas. Mesmo depois dos 32 anos de intensas emoções fazendo a Revista Carga Pesada, continuamos percebendo cada viagem como uma nova experiência de aprendizado.

Durante uma semana de convivência, Éder e Arlindo nos falaram de seus sonhos, da família, da maneira única como cada um encara a vida. Éder traz pendurados no retrovisor do seu caminhão os sapatinhos de bebê do seu caçula. Seu sonho é ter caminhão próprio – de preferência, esse mesmo que ele dirige como empregado – e, a exemplo do seu pai, também caminhoneiro, gostaria de comprar uma chácara à beira de um rio, perto de Cuiabá.

Arlindo adora as músicas da Sula Miranda e tira as sandálias para entrar na cabine mantida impecavelmente limpa, do chão ao teto, mesmo com o caminhão estacionado no barro do pátio onde ele esperou horas por uma nota fiscal para seguir viagem. Seu caminhão é sua casa – e isso é mais que uma simples forma de falar. 

A estrada precisa ser vista com muita humanidade, tanto por parte dos fabricantes de caminhões e implementos, postos de abastecimento (e de descanso) e concessionárias de rodovias, como principalmente por nossos governantes.

Como uma revista que busca os ângulos mais humanos da informação, nós estamos procurando fazer a nossa parte.

Compartilhar

Deixe um comentário