Scania anuncia investimentos de R$ 2,6 bi até 2020

1

Empresa iniciou esta semana as comemorações pelos 60 anos de presença no Brasil

Em 1957, quando chegou ao Brasil, a Scania funcionava em um escritório no centro de São Paulo, na Rua Líbero Badaró. Em 1962 houve a transferência para São Bernardo do Campo e o início da produção de motores e caminhões. Nestes 60 anos de Brasil foram fabricados 340 mil caminhões e 70 mil ônibus. Deste total, 250 mil caminhões e 39 mil ônibus foram vendidos no Brasil. Estima-se que pelo menos 30% da frota brasileira de veículos comerciais sejam da marca Scania.

Série especial dos 60 anos revive o lendário modelo 113

Estes números foram apresentados ontem (11) no evento que abriu as comemorações dos 60 anos da montadora no Brasil. O diretor geral Roberto Barral aproveitou para anunciar também investimentos de R$ 2,6 bilhões até 2020 em desenvolvimento de novos produtos e modernização da fábrica de São Bernardo do Campo e da rede de concessionárias.

“Acreditamos no Brasil e por isso estamos fazendo este investimento, pensando nos próximos 60 anos em que nosso principal desafio será tornar o sistema de transporte sustentável”, comentou.

Recentemente Barral previu que a empresa deve crescer entre 10 e 15% este ano: “Embora o mercado como um todo tenha retraído neste início de ano. Começamos o ano com o pé direito. A gente acredita que no segundo trimestre vai melhorar mais ainda”, afirmou.

A previsão é reforçada pelo comentário do gerente da concessionária P. B. Lopes/ Scania de Londrina, Marlon Sartório Adami, ao sair de uma reunião de gerentes de revendas da marca de todo o Brasil que aconteceu no mesmo dia em São Paulo: “Nos três primeiros meses deste ano vendemos o mesmo número de caminhões que em todo o ano passado. Esperamos que este ritmo se mantenha durante todo o ano”, comentou.

Outro dado animador anunciado pela montadora é que em apenas três meses de funcionamento efetivo, o sistema de gestão de frotas Serviços Conectados Scania já estaria instalado em 1140 caminhões. A partir de uma unidade eletrônica instalada no caminhão, os dados operacionais são coletados e compartilhados online com a Scania e a rede de concessionários que passa a dar uma consultoria personalizada para os clientes.

“Empresas como a TNT já estão utilizando o sistema e já obtiveram redução de 10 a 12% no consumo de diesel”, informou Alex Barucco, responsável pela área na montadora. Clicando no link você poderá ver entrevista na íntegra com maiores detalhes.

“Trata-se de uma parceria com o cliente pautada em ações de melhorias, que contribuam para a redução do custo por quilômetro rodado, o aumento da disponibilidade da frota e diminuição das emissões de poluentes e CO2,” complementa Roberto Barral.

No mundo a Scania conta com a experiência de mais de 250 mil veículos conectados. “O futuro na Scania é sempre escrito em tempo real. Apoiado em três pilares: eficiência energética, combustíveis alternativos e eletrificação e transporte seguro e inteligente. Nós nos preparamos para enfrentar desafios globais postos pelo crescimento das populações e pela demanda por transporte de pessoas e cargas que causam impacto ambiental e econômico na sociedade”, explica Barral.

A montadora sueca já apresentou na Europa seu caminhão autônomo e colocou para rodar nas vias de Estocolmo veículos movidos a eletricidade, sem falar no ônibus abastecido via wireless e outras soluções que já fazem parte do presente em muitos lugares do mundo.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos a Scania pela homenagem que a Revista Carga Pesada recebeu no evento dos 60 anos da marca no Brasil realizado no último dia 11.
A Revista Carga Pesada está há 32 anos na estrada e o site cargapesada.com.br foi lançado há 20 anos.
Queremos compartilhar esta placa com todos os nossos leitores e renovar nosso compromisso de continuar levando boa informação para o setor de transportes.

Compartilhar

1 comentário

Deixe um comentário