Axor 3344 lidera vendas no mês de março

0

O extrapesado Axor 3344 6×4 da Mercedes-Benz, indicado para aplicações off-road, foi o caminhão mais vendido no País no mês de março. Foram emplacadas 311 unidades para operações nos setores canavieiro, madeireiro, mineração e grandes obras de infraestrutura e construção civil.

“É importante destacar que o Axor 3344, um extrapesado off-road, foi o mais vendido do País considerando todos os modelos e marcas de todos os segmentos”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Com esse desempenho comercial, nós mais do que triplicamos as vendas desse caminhão Axor, chegando a 215% de crescimento sobre as 99 unidades emDe acordo com o executivo, no acumulado do primeiro trimestre de 2017, foram emplacados 495 caminhões Axor 3344 6×4. “Isso representa cerca de 46% de todo o volume de extrapesados off-road vendidos no mercado brasileiro neste período, que foi de 1.067 unidades”, diz Leoncini. “Nossa marca vendeu 733 unidades off-road entre janeiro e março, liderando este segmento no ano com cerca de 70% de participação”.

Leoncini: Axor foi o mais vendido de todos os segmentos

Oferecido nas versões cavalo mecânico, plataforma e basculante, está dimensionado para até 123.000 kg de CMT – capacidade máxima de tração. Recentemente estes caminhões passaram a contar com o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift e com bancos mais modernos e confortáveis, assegurando assim um alto padrão de conforto para o motorista. Veja mais detalhes sobre as novidades da linha Axor CLICANDO AQUI

O desempenho do Axor 3344 também traz reflexos positivos para a marca no segmento de extrapesados como um todo. Com 1.035 unidades emplacadas no primeiro trimestre, a Mercedes-Benz ocupa a segunda colocação em vendas, com 27,7% de market share, apenas 0,4% a menos em relação à primeira posição.

“Neste primeiro trimestre de 2017, a Mercedes-Benz novamente reafirmou sua liderança nas vendas de caminhões no Brasil, considerando todos os segmentos”, ressalta Leoncini. “Com 2.781 unidades emplacadas entre janeiro e março, a marca obteve 31,1% de participação (segmento acima de 6 toneladas), o que significa 6,4% a mais em relação ao segundo colocado”.

Compartilhar

Deixe um comentário