MP denuncia motorista e transportadora por derramamento de etanol

0

Acusados também podem responder por homicídio

 

A Promotoria de Justiça de Morretes, no Litoral paranaense, apresentou nesta segunda-feira, 3 de julho, denúncia contra uma empresa, um motorista de caminhão e seu chefe pelo derramamento de 44 mil litros de etanol em acidente ocorrido exatamente um ano antes na BR 277. O derramamento do líquido, altamente tóxico e inflamável, danificou área de preservação permanente às margens da rodovia, poluindo a água e o solo.

De acordo com o que apurou o Ministério Público, o caminhão estava com problemas no freio, o que havia sido comunicado pelo motorista ao seu chefe. Entretanto, este, mesmo assim, determinou que a viagem fosse realizada. No acidente, o caminhão atingiu 12 veículos, dos quais dez foram incendiados. Seis pessoas morreram e outras tiveram ferimentos graves.

Na denúncia por crime ambiental, o MPPR requer o pagamento de indenização por dano moral ambiental. Os réus também serão denunciados por outros crimes relacionados ao acidente – a Promotoria de Justiça aguarda o recebimento de laudos solicitados para embasamento da denúncia pelos crimes de homicídio e lesão corporal.

Compartilhar

Deixe um comentário