Paulista e gaúcho ganharam caminhões Scania

0

 Foi para comemorar os 35 anos do Consórcio Scania, que tem outras promoções a fazer, inclusive com mais sorteios de caminhões 

 

Márcio Clíni, de Guarulhos (SP), e Hugo Rohloff, de Santa Cruz do Sul (RS), foram os grandes vencedores do sorteio de dois caminhões realizado pelo Consórcio Scania, no dia 18 de outubro, na Fenatran. Ganharam caminhões Scania R 440 zero- -quilômetro, da série especial dos 60 anos da marca no Brasil, avaliados em R$ 400 mil cada um.

Esses foram os brindes que o Consórcio Scania ofereceu a seus clientes para comemorar seus 35 anos de existência. “Poder fazer uma promoção como essa, compartilhando este momento com pessoas tão importantes como vocês, é motivo de muita alegria para nós”, disse Suzana Soncin, diretora geral do Consórcio Scania.

O R 440

Os participantes do sorteio foram 300 clientes que aderiram ao plano de consórcio de um R 440 6×2 do grupo 2128, com parcelas a partir de R$ 3.543,73. Pessoas que têm 100 meses para fazer o pagamento, com taxa de administração de 0,125% ao mês, fundo de reserva de 0,05% ao mês e seguro prestamista incluso. Esses 300 concorrentes foram levados pelo Consórcio Scania até São Paulo, onde, além de conhecer pontos turísticos e a fábrica da montadora, puderam visitar a Fenatran no dia do sorteio.

Suzana Soncin diz que outras promoções estão em andamento e “vão agradar muito o nosso público”

Para Suzana Soncin, os clientes que participaram do sorteio “mereciam mais”. Por isso, ela aproveitou para anunciar “outras promoções que estão em andamento e com certeza vão agradar muito o nosso público”.

Numa delas, os compradores de novas cotas ganharão (sem sorteio) uma viagem de navio pela costa brasileira, com quatro noites de navegação, cabines externas com varanda, bebidas e refeições incluídas, a bordo do navio MSC Preziosa, um dos mais modernos da atual temporada. A viagem acontecerá em março.

Outra promoção consiste no sorteio de 10 pacotes de viagem com três noites em Paris e três noites em Londres, com hospedagem, café da manhã, seguro de viagem internacional e acompanhamento de guias brasileiros, além de jantar de confraternização. O sorteio – entre apenas 300 cotas – será em julho, e a viagem, em outubro do ano que vem.

Existe uma terceira promoção em andamento, cujos participantes concorrerão, em junho, a dois caminhões R 440 6×2 com câmbio automático, pintura especial dourada e faixas com as cores da bandeira brasileira, e ainda a 15 viagens com acompanhante para Suécia e França, com o padrão de atendimento da Família Scania.

OS GANHADORES – Um dos ganhadores dos caminhões sorteados na Fenatran, Márcio Clíni, cliente da concessionária Codema, em Guarulhos, é proprietário da NVC Log, empresa cujo nome tem as iniciais de seu pai, Nelson Valcir Clíni, que morreu em 2010. O paulista afirma que o sorteio veio consagrar sua volta por cima. “Tinha uma empresa e perdi tudo em 2011. Tive de recomeçar do zero”, afirmou.

Já o gaúcho Hugo Rohloff, 57 anos, não vai esquecer nem o 18 de outubro – data do sorteio – nem o 11 de novembro, quando ele levou sua filha Cristiane para se casar na igreja ao volante do Scania R 440 novinho que acabara de ganhar do Consórcio Scania.

O salão de festas para 400 pessoas estava decorado com as cores utilizadas pela Scania em comemoração aos seus 60 anos no Brasil. No bolo, além dos bonecos dos noivos, havia uma miniatura do R 440.

A devoção de Hugo Rohloff à Scania não é de hoje. Ele diz que conseguiu vencer na vida graças ao seu trabalho e ao da família, com apoio da Scania e do Consórcio. Hugo se considera pé-quente. Foi a segunda vez que ele ganhou um caminhão em sorteio. O primeiro foi há dois anos, um Highline 440, do Consórcio Scania. “Não consigo mostrar nem 10% da emoção que sinto”, contou à Carga Pesada.

Antes do sorteio, ele havia comentado com colegas: “Se eu ganhar, vou fazer o maior escândalo, vou sair pulando”. Foi o que fez quando ouviu seu nome. Pai de Eduardo, Cristiane e Leandro, o gaúcho é dono da empresa Transportes Rohloff, fundada em 1997, que faz transporte de sementes de grãos por quase todo o País. A esposa Delci ajuda a administrar o negócio, que conta com uma frota de 26 caminhões, sendo 20 da marca Scania. “Somos uma famí- lia do interior, conseguimos tudo com muita dificuldade, não tivemos berço de ouro”, revelou.

Desde 2015 o gaúcho não viaja mais, mas se diz apaixonado pela profissão. “Temos caminhão no sangue.” Ele mantém até hoje seu primeiro veículo, “uma relíquia”, um Scania 113, ano 1997, comprado no consórcio. Rohloff se diz um apoiador da modalidade. “É muito melhor comprar com consórcio. A gente dá um caminhão antigo e pega um plano bom”, justificou. 

Compartilhar

Deixe um comentário