Caminhão alemão com sotaque verde e amarelo

0

Scania - Square - 25-04-18

Empresa que comprou a Volkswagen Caminhões e Ônibus pretende produzir veículos com a marca MAN no Brasil, mas ainda não definiu os modelos

A Fenatran será palco da apresentação dos caminhões da alemã MAN, que passarão a ser fabricados no Brasil dentro de dois anos. Depois da aquisição da Volkswagen Caminhões e Ônibus, em dezembro de 2008, a MAN tornou-se a terceira maior fabricante mundial de caminhões pesados do mundo.

Os cavalos mecânicos MAN TGS 26.480 6×4, TGS 28.480 6×2, TGX 33.540 6×4 e o caminhão TGS 41.480 8×4 serão expostos na feira, mas ainda não está definido quais modelos serão lançados no Brasil. A MWM produzirá os motores para a MAN Latin America.

Os caminhões Volkswagen das linhas Delivery, Worker e Constellation continuarão sendo produzidos normalmente, com as opções de motores Cummins ou MWM, como acontece desde que o consórcio modular foi lançado na fábrica de Resende (RJ).

Também na Fenatran, a MAN apresentará o VW Constellation 19.320 com a opção de transmissão automatizada V-Tronic, já disponível nos ônibus Volksbus. Os novos modelos VW Delivery 8.150 Plus e 9.150, respectivamente com 8 e 9 toneladas de peso bruto total, equipados com motor Cummins ISB de 150 cavalos, também serão apresentados no Anhembi.

O presidente mundial da empresa, Hakan Samuelsson, disse que cada marca atuará no mercado brasileiro dentro do seu perfil: a MAN com produtos premium com altas potências e tecnologia, e a Volkswagen dentro da estratégia prevista no slogan “menos você não quer, mais você não precisa”.

A MAN está comemorando 250 anos de história e faturou 10,6 bilhões de euros em 2008, quando vendeu 96.400 caminhões acima de 6 toneladas e 7.200 ônibus. A prioridade do grupo, atualmente, são os mercados do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), principalmente depois da queda de 50% na produção na Europa, em decorrência da crise econômica.

Scania - Square - 25-04-18
Compartilhar

Deixe um comentário