MAN tem experiência em mercados emergentes

0

Scania - Square - 25-04-18

Estande da empresa mostrou os caminhões Volkswagen fabricados no Brasil

Além das novidades da matriz alemã como a nova família TG, o estande do Grupo MAN em Hannover abrigou os modelos brasileiros produzidos na fábrica de Resende. Dos três veículos expostos, dois dispunham de tecnologias consideradas sustentáveis.

Roberto Cortes: existem mais de 10 mil obras em andamento no Brasil

“Apresentamos soluções de transporte voltadas para as economias que mais crescem hoje no mundo”, destacou Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America. “Mostramos veículos com excelente relação custo-benefício e equipados com tecnologias desenvolvidas para a realidade de operação nesses países.”

A versão apresentada do campeão de vendas VW Constellation 24.280 Advantech é equipada com sistema híbrido diesel-hidráulico, que, de forma semelhante ao sistema usado nos carros de Fórmula 1, faz o caminhão armazenar a energia da frenagem para utilizá-la depois na partida do veículo. Essa tecnologia tem potencial para reduzir em até 15% o consumo de combustível e é mais útil para aplicações do tipo anda-para.

Para transporte de passageiros, foi apresentado o Volksbus 17.280 OT, com tecnologia flex GNV+diesel e com motor traseiro. Ambos os modelos vêm com motores MAN D08 produzidos no Brasil e que equipam 60% da linha Volkswagen.

Dentro da linha Euro 5 que chegou aos frotistas brasileiros no início deste ano, o destaque ficou por conta do cavalo-mecânico VW Constellation 26.390 Advantech, modelo mais potente da linha Volkswagen.

Cortes aproveitou para demonstrar otimismo quanto ao mercado brasileiro: “O Finame de 2,5% ao ano deve estimular negócios. Além disso, existem mais de 10 mil obras em andamento no Brasil”.

A MAN Latin América também aproveitou o Salão para anunciar o lançamento de uma linha de caminhões Volkswagen vocacionais. São diversos produtos divididos em três linhas: Distributor, para distribuição de bebidas; Constructor, para a construção civil; Compactor, voltado para a coleta de lixo; além dos modelos específicos para o transporte logístico e de valores.

GRUPO MAN – Para atingir os níveis de emissões Euro 6 na Europa, a MAN optou por combinar as tecnologias SCR e EGR. O TGX e o TGS apresentados no Salão de Hannover tiveram seus intervalos de manutenção ampliados. A troca de filtros poderá ser feita a cada 500 mil km no modelo TGS. Além disso, o consumo de AdBlue, como é denominada a Arla 32, caiu 50% na comparação com os motores Euro 5.
Já no Brasil, a MAN Latin America deve vender este ano 1.200 unidades do modelo TGX fabricado em Resende, com motor Euro 5. O índice de nacionalização de componentes, na casa dos 45%, ainda não permite que o modelo seja financiado pelo Finame.

Scania - Square - 25-04-18
Compartilhar

Deixe um comentário