Para os varejistas, Vertis HD

0

Daf - 90 anos

Segundo o fabricante, é o caminhão certo para atender a necessidade e a variedade de serviços que caracterizam o trabalho no comércio

Cláudia de Albuquerque

A Iveco acredita que, com as boas perspectivas da economia, o mercado de caminhões vai crescer 10% em 2013. “E nós vamos crescer o dobro, 20%”, estima Natale Rigano, vice-presidente da Iveco na América Latina.

A montadora italiana iniciou o ano apresentando o Vertis HD (Heavy Duty), voltado para o setor varejista e com duas versões: nove toneladas e 13 toneladas – esta com cabine estendida. Preço sugerido do primeiro: a partir de R$ 115 mil; do segundo, R$ 135 mil.

O motor é o NEF 4, da FPT Industrial. O chassi tem por base o Iveco Tector e promete facilitar a implementação. O basculamento também foi facilitado pela simplificação do travamento da cabine.

Com a economia aquecida, o setor varejista deve crescer 7% em 2013, e é essa demanda que a Iveco quer atender. “No ano passado, foram vendidos 35 mil caminhões entre oito e 15 toneladas. Para 2013, acreditamos que esse número chegará a 45 mil e queremos uma participação de 8%”, diz o diretor comercial da montadora, Alcides Cavalcanti. A Iveco pretende vender 3.500 Vertis HD, sendo 2.500 de nove toneladas e mil de 13 t.

“O varejista faz seguidas entregas de mercadorias. Ele precisa de um caminhão confiável, que possa rodar continuamente, gaste pouco e tenha manutenção barata, como o Vertis HD”, explica Cavalcanti.

O caminhão tem dois anos de garantia, sendo um ano de garantia total e mais um ano para o trem de força (motor, caixa de câmbio e diferencial).

Para quem comprar até 31 de março, a Iveco vai oferecer trocas de filtros e óleo do motor gratuitas por um ano ou 90 mil quilômetros.

As duas versões do Vertis HD contam com faróis de neblina, volante regulável, vidros elétricos, banco do passageiro duplo com dois apoios de cabeça, escotilha de teto, regulagem de altura dos faróis e vários porta-objetos. O de 13 toneladas tem cabine estendida e ar-condicionado.

Por que não um de 15 t?

O leitor Gustavo Brito leu sobre o Vertis HD no site da Carga Pesada e fez o seguinte comentário: “O Vertis é um bom caminhão, pena que não tenha opções de 15 toneladas. Para muitos empreendedores, um modelo de 13 toneladas é pouco e um com 17 toneladas é muito”.

Procuramos saber o que a Iveco tinha a dizer ao leitor. Eis a resposta de David Marco, responsável técnico da Engenharia de Produto da Iveco: “Apesar de não existir um Vertis 15 toneladas, a Iveco oferece como solução o Tector de 17 toneladas. Disponível na configuração 4×2, o Tector com 17 toneladas de PBT é ideal para entregas urbanas e interurbanas de curta distância, oferecendo o melhor custo-benefício. Também para este nicho a Iveco oferece os modelos de entrada Tector Attack, robustos e despojados, e com preços bastante atraentes”.

Daf - 90 anos
Compartilhar

Deixe um comentário