Volkswagen investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil

0

Daf - 90 anos
A fábrica de Resende (RJ): daqui saem caminhões para 30 países

A fábrica de Resende (RJ): daqui saem
caminhões para 30 países

Edição 189  dez 2016/jan 2017

“Queremos estar preparados para quando o Brasil voltar a crescer”, afirmou Andreas Renschler, CEO da holding Volkswagen Truck & Bus, ao anunciar um ciclo de investimentos no valor de R$ 1,5 bilhão na linha de caminhões e ônibus Volkswagen desenvolvida no Brasil e distribuída a mais de 30 países da América Latina, África e Oriente Médio. Os recursos serão investidos na renovação da linha de produtos, na atualização das linhas de montagem da fábrica de Resende (RJ), em inovações e ampliações nos serviços de digitalização e conectividade e na expansão da marca no mercado internacional.

O anúncio foi feito em audiência com o presidente Michel Temer, em Brasília, no dia 1º de dezembro, com a presença do presidente da MAN Latin America, Roberto Cortes; do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; e do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Marcos Pereira.

Este será o quinto (e maior) ciclo de investimentos da Volkswagen Caminhões e Ônibus no País. Os recursos virão principalmente dos resultados da própria operação, dada a expectativa de recuperação dos mercados. Renschler não negou a gravidade da situação econômica do Brasil e admitiu que a fábrica em Resende (RJ) está operando com apenas 30% de sua capacidade,

Andreas Renschler, CEO mundial da Volks, e Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America: trabalhando pela recuperação do mercado de caminhões

Andreas Renschler, CEO mundial da Volks, e Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America: trabalhando pela recuperação do mercado de caminhões

mas disse que está otimista. “Gosto de transmitir otimismo a todos na empresa, porque a crise começa em nossas mentes. Quando as pessoas passam a não acreditar no sistema político e econômico, a crise se instala. Todos os colaboradores devem se manter otimistas”, disse em visita à fábrica de Resende.

O investimento de R$ 1,5 bilhão no País é a prova, segundo Renschler, de que o grupo aposta na recuperação da economia brasileira. “Esperamos ver o crescimento econômico recomeçar já em 2017. O fundo do poço passou.” Depois de muitos anos na Mercedes-Benz, Andreas Renschler assumiu a Volkswagen Truck & Bus com a missão de torná-la líder mundial em veículos comerciais. Esta foi sua terceira visita ao Brasil no novo cargo.

O executivo explicou que fala em liderança mundial não apenas em volume de vendas, mas em rentabilidade. “Para isso foi importante termos adquirido participação na Navistar, nos permitiu ter um pé no mercado norte-americano.”

O grupo conta também com marcas tradicionais no Brasil, como a Scania. Roberto Cortes observou que o anúncio dos investimentos coincide com as comemorações dos 35 anos da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus e dos 20 anos da fábrica de Resende. “Só foi possível confirmar mais esse ciclo virtuoso graças às medidas de economia tomadas em conjunto com nossos colaboradores, sindicatos, fornecedores e concessionários. Isso tem nos permitido enfrentar a crise e trabalhar pela recuperação do mercado”, afirmou.

Scania - Serviço Premiado - 25-04-18
Compartilhar

Deixe um comentário