Queen of the Road: Scania recebe ‘rainhas’ de oito países

0

Scania - Nova Geração

Um grupo de 35 mulheres que atuam na gestão no setor de transporte participou do evento Queen of the Road, em janeiro, na fábrica da Scania em São Bernardo do Campo

Além de seis países da América do Sul, havia participantes do México e da Suécia

Lidiane dirige bitrens e também dirige uma frota de 100 caminhões da empresa paranaense Amafil. Já Marcela tem responsabilidade sobre o trabalho de 1.800 funcionários e 400 ônibus, entre eles os da conhecida empresa de transporte de passageiros Reunidas. Susi atua na questão da mobilidade urbana e se emocionou ao dirigir pela primeira vez um caminhão: “Eu me senti a própria rainha das estradas”, afirmou depois de fazer um test drive.

Este é um resumo do perfil das participantes da segunda edição do Queen of the Road (Rainha da Estrada), evento promovido pela Scania, cujo nome faz alusão ao tradicional slogan dos caminhões da marca, Rei da Estrada. O encontro foi internacional: estiveram presentes 35 mulheres que atuam no setor de transportes em oito países – Brasil, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Venezuela, México e Suécia.

Com o convite, a Scania quis reuni-las para discutir a gestão feminina, “ajudando as líderes a enfrentar os desafios da profissão, com leveza, sabedoria e ideias inovadoras que possam fazer diferença em seus negócios”, segundo a organizadora Juliana Monteiro de Barros de Sá.

Suzana Soncin, diretora do Consórcio Scania: a máxima atenção ao cliente

Elas assistiram a uma mesa-redonda sobre “A experiência e os desafios das mulheres gestoras”, com Marita Graça Bittencourt, editora-chefe da Globonews; Camilla Dewoon, vice-presidente sênior de operações comerciais da Scania; e Suzana Soncin, diretora-geral do Consórcio Scania.

Outra mesa-redonda foi sobre “Como a Natura apoia e valoriza a liderança feminina e a sustentabilidade”, coordenada por Angela Pinhati, diretora industrial e de suprimentos da Natura. Já a psicanalista e professora de mitologia Teca Mendonça fez uma “dinâmica” com o público para revelar “as fontes do poder feminino”.

PRESENÇA CRESCENTE – Diretora de Transporte da Amafil, empresa alimentícia de Cianorte (PR), Lidiane Auzenir da Silva gostou muito do evento. Segundo ela, apesar dos homens ainda serem maioria, a presença feminina no setor de transporte vem aumentando. “Eu noto esse crescimento. Além de administrar a frota de 100 caminhões da empresa, eu gosto muito de viajar na direção de um bitrem. É uma aventura que me distrai da rotina do trabalho e me traz uma grande sensação de liberdade”, diz Lidiane.

Juliana de Sá, da organização: “Mulher é leveza, sabedoria e inovação”

Marcela Constantino, diretora da empresa de ônibus Reunidas, assim se expressou sobre o seu trabalho: “O desafio nas 24 horas do dia é manter a engrenagem rodando de forma perfeita e num ritmo constante. E satisfazer seus clientes internos, os funcionários, e os clientes externos, que são os passageiros”.

Sara Zanetti pertence a uma família que tem tradição no negócio de transportes no Rio Grande do Sul. Desde 2014 ela participa ativamente da administração da empresa de logística Letsara – resultado da fusão dos nomes dela e da irmã Letícia. A presença crescente das mulheres no setor de transportes, no seu entender, traz mais humanização para as relações de trabalho e convivência: “As mulheres trazem mais o lado de carinho e cuidado com as pessoas envolvidas com o dia a dia das empresas”, afirma.

Sara Zanetti, da Letsara, do Rio Grande do Sul: mulher significa humanização no trabalho

Na Scania também é crescente a participação das mulheres em cargos elevados. É o que acontece no Consórcio Scania, que desde o ano passado é dirigido por Suzana Soncin, uma executiva com longa trajetória na montadora. A forma como ela define sua missão no novo cargo é a seguinte: “No Consórcio Scania sempre demos prioridade para os clientes. E agora, com uma mulher à frente da empresa, teremos ainda mais cuidados com os detalhes no atendimento aos nossos parceiros”.

Já foi sob a administração de Suzana que a sede do Consórcio foi transferida para a própria sede da Scania em São Bernardo do Campo: “Esta proximidade com a fábrica foi um sucesso comprovado desde a primeira assembleia realizada aqui na nova sede”, ela explicou. “Estamos aproveitando todas as sinergias, principalmente o fato de que, quando os clientes visitam a fábrica, podem conhecer a sede do consórcio, e quando vêm para uma assembleia, podem também conhecer a fábrica.”

Marcela Constantino, da Reunidas: o trabalho é um desafio de 24 horas todo dia

Compartilhar

Deixe um comentário