FENATRAN 2017: Volkswagen surpreendeu com caminhão elétrico  

0

DAF - XF105

 O e-Delivery será testado pela Ambev e deve chegar às concessionárias em 2020. Não emite gases tóxicos e não produz barulho 

NELSON BORTOLIN

A Volkswagen apresentou na Fenatran o protótipo do primeiro caminhão leve totalmente elétrico desenvolvido no Brasil. O e-Delivery tem destino certo: será testado na distribuição de bebidas da Ambev, a partir do ano que vem. A produção em série do modelo está prevista para começar em 2020.

Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, disse que o centro de desenvolvimento da empresa, localizado no Brasil, “investigou as melhores soluções mundiais para atender às necessidades de nossos clientes em veículos de baixas emissões para inaugurar uma nova era da indústria de transportes dos países emergentes”.

Acima, a mangueira de abastecimento de combustível – a eletricidade – do e-Delivery. O caminhão foi desenvolvido pelos engenheiros no Brasil

A autonomia do e-Delivery pode chegar a 200 quilômetros, dependendo da aplicação e da configuração. E estará disponível nos modelos de 9 e 11 toneladas.

A montadora também deu destaque à nova linha Delivery (até 13 toneladas), destinada ao transporte urbano de cargas. Tem design moderno, cabine basculante, opção de caixa automatizada e é bastante econômica. Agora a Volkswagen dispõe de um modelo de 3,5 toneladas, o Delivery Express, e com isso passa a disputar o segmento que tem concorrentes como a Mercedes-Benz Sprinter, o Iveco Daily e o Hyundai HR. O modelo pode ser dirigido por motorista com carteira de habilita- ção da categoria B e dispensa o uso do Arla 32.

TRAÇADO – A robustez do chassi MAN e a consagrada cabine da família VW Constellation foram apresentadas na feira combinadas num protótipo único: o VW Constellation 33.440 Tractor. O projeto reúne a engenharia brasileira e a alemã na busca da melhor solução para uma aplicação tipicamente brasileira, nos segmentos canavieiro, para o transporte da cana-de-açúcar do campo para a usina, e no madeireiro, para levar toras de madeira reflorestada.

A combinação do chassi MAN com a cabine do Constellation resultou no 33.440 Tractor, para atender o segmento de cana-de-açúcar e o madeireiro

O resultado é um modelo sob medida para trechos fora de estrada, com grande capacidade de carga, robustez do chassi e conforto na operação. Outra característica são os eixos traseiros com redução no cubo. O motor MAN D2676 gera 440 cv de potência e 2.200 Nm de torque. A transmissão automatizada é ZF, com 16 velocidades. A capacidade do tanque de combustível, de 515 litros, é adequada à operação e o CMT é de 125 toneladas.

Os freios contam com tambor nas rodas dianteiras e traseiras, com a segurança dos sistemas ABS e EBD (funciona em conjunto com o sistema ABS e tem a função de distribuir a força de frenagem entre as rodas do veículo), ATC (que evita o patinamento das rodas) e EasyStart, de auxílio de partida em terrenos com subida.

Outro estreante é o Constellation 24.260 Constructor Basculante. Trata-se de um 6×2 dedicado às operações de apoio no segmento de fora de estrada, com para-choque metálico, calibração de motor diferente, caixa de transmissão Eaton, eixo traseiro com relação dupla e pneus de uso misto.   

Scania - Consorcio
Compartilhar
Transpanorama - A 2 maior

Deixe um comentário