Mercedes-Benz apresenta Mercado de Peças

0

DAF - XF105

Sistema de autoatendimento foi montado na concessionária De Nigris, de Sorocaba

Baseada no sistema de autoatendimento, comum em farmácias e supermercados, a Mercedes-Benz está apresentando um novo conceito de venda de peças em sua rede de concessionárias: o Mercado de Peças, que reúne num espaço único tanto as peças genuínas como as remanufaturadas da linha Renov e ainda a linha Alliance para caminhões, ônibus e comerciais leves.

A primeira unidade foi montada na concessionária De Nigris, de Sorocaba, que fica às margens da Rodovia Raposo Tavares. “Demonstrar o produto é tão importante quanto uma boa promoção, sem contar que o ambiente fica agradável para o cliente, que pode sentir o produto e decidir a compra”, comentou o diretor da De Nigris, Afabio Freitas.

Jaqueline e Afabio: “Vamos quebrar o mito de que na concessionária tudo é mais caro”

Atualmente há, em média, 10 mil itens nos concessionários da marca. “Muitos deles estão ‘escondidos’ nas prateleiras. Era um desafio fazer com que isso chegasse até o cliente. Além disso, o Mercado de Peças vai alavancar a venda de peças na Rede”, prevê Silvio Renan, diretor de Peças e Serviços da Mercedes-Benz.

O fato de reunir peças genuínas, remanufaturadas da Linha Renov – que completará 15 anos desde seu lançamento em fevereiro de 2019 – e ainda peças e acessórios Alliance, que já conta com mais de 500 itens, inclusive de marcas concorrentes, permite que o cliente visualize todas as opções de compra, conferindo e comparando detalhes, preços e condições de pagamento. Se houver necessidade, os consultores de peças poderão ser acionados para apoiar o atendimento. Segundo a concessionária, 800 itens em estoque de maior giro atendem a 90% das demandas por peças e acessórios.

Jaqueline Hilsdorf Neves, gerente de peças e serviços da Mercedes-Benz, explica o novo sistema de autoatendimento que estará disponível em todos os concessionários. “É uma tendência já muito utilizada em países da Europa e nos Estados Unidos”, comenta.

 

 

Scania - Consorcio
Compartilhar
Transpanorama - A 2 maior

Deixe um comentário