Transpanorama e G10 põem na estrada os Scania da nova geração

0

Volvo VM tem tudo

Os primeiros lotes recebidos estão surpreendendo as empresas do Grupo. O diretor Cláudio Adamuccio diz que a economia de diesel é maior do que a geração anterior, como foi prometido pela Scania. Os motoristas também estão aprovando a nova geração Scania nas estradas. Veja nas páginas a seguir e confira vídeos exclusivos no site da Revista Carga Pesada e em nossas páginas no Facebook e Youtube.

Entre os maiores e mais fiéis frotistas Scania, a Transpanorama e o grupo G10 compraram 300 caminhões da nova geração da marca sueca. A promessa de uma economia entre 8% e 12% no consumo de diesel e o aumento do conforto para o motorista foram os principais motivos que levaram os empresários de Maringá a tomarem a decisão da compra.

Rodolfo Machado, o Zé Gotinha: “É como ganhar um troféu”

“Esses caminhões oferecem uma economia altíssima. E, segundo a engenharia da Scania, as cabines foram desenhadas a partir de um motorista sentado no banco, o que proporciona um conforto muito maior”, explica o presidente do G10, Cláudio Adamuccio.

Os motoristas que já puderam experimentar a nova geração estão encantados com as novidades. “É muita modernidade. O caminhão oferece uma visão bem mais ampla no para-brisa. Foram eliminados muitos pontos cegos. O freio mudou, aumentando a segurança. E o conforto nem se fala”, contou o caminhoneiro da Transpanorama Rodolfo Roger Machado, o Zé Gotinha, de Alvorada do Sul (PR).

Ele iniciou na profissão há 18 anos e está há 16 anos na empresa de Maringá. “A gente começou dirigindo um 113, passou para um 360, depois para 380 e 420. Estava dirigindo um 440, ano 2017”, conta Machado, que foi um dos escolhidos para pilotarem os primeiros veículos 450 que chegaram à transportadora: “É como receber um troféu”.

Outro motorista escolhido pela Transpanorama para testar a nova geração da Scania foi Joaquim Oliveira dos Santos, de Governador Valadares (MG). “Esse caminhão tem tecnologia de ponta. É muito mais confortável e já deu para sentir a potência do motor. Está bem turbinado”, afirma. Caminhoneiro desde os 17 anos, ele dirigia um R440. E agora está com o sucessor do modelo, o 450. “A sensação de dirigir esse caminhão é ótima, totalmente diferente”, afirma.

Ele conta que sua remuneração está relacionada à média de quilômetros por litro de combustível que consegue obter. “A gente recebe uma porcentagem a mais conforme a média melhora”, explica. Com o caminhão antigo, essa porcentagem era de 12%. “Espero continuar assim com o novo caminhão.”

INVESTIMENTO – No total, o grupo G10 investiu R$ 165 milhões na aquisição destes 300 caminhões. É a maior compra da história da empresa em um único ano e a segunda maior da fabricante no Brasil. A compra é parte do processo de renovação da frota que já estava previsto desde o ano passado. A frota do grupo é de 1.700 conjuntos, incluindo caminhões e implementos. Destes, 200 serão substituídos e, no final, o grupo ampliará a frota total em 100 unidades.

Em 2018, a receita líquida do grupo foi de mais de R$ 800 milhões e, para este ano, a estimativa de crescimento é de 17% incluindo todos os segmentos de operação: grãos, fertilizantes, açúcar, etanol, sementes e aço.

O G10 agrega as transportadoras Transpanorama, Transfalleiro, Cordiolli, Rodofaixa e VMH Transportes. Dentro da estratégia de buscar a melhor solução para o cliente, a Scania e a concessionária P.B. Lopes customizaram dois modelos de caminhões da nova geração considerando as características e demandas de cada operação: o R 450 6×2 e o R 500 6×4.

Os modelos R 450 6×2 são versáteis, para longas distâncias, e podem operar com sider, baú e tanque. Já o modelo R 500 6×4 é ideal para rodar com rodotrens graneleiros.

O motorista Joaquim Oliveira dos Santos: “Já deu para sentir a potência do motor”

A nova geração Scania é resultado do maior investimento na história da montadora visando a sustentabilidade e a rentabilidade dos clientes. Os veículos trazem cabine totalmente renovada e motores equipados com nova tecnologia de alta pressão, resultando em uma economia de diesel de até 12%. Lançada na Europa em 2016, é consequência de dez anos de desenvolvimento e investimentos em torno de 2 bilhões de euros.

A Scania reformulou completamente sua gama de cabines. A grande novidade é a versão S, que pela primeira vez disponibiliza ao cliente o piso plano. São 19 diferentes especificações da cabine.

O Brasil está fazendo a estreia mundial do novo motor de 540 cavalos. A gama de propulsores traz novidades nas potências de 220, 280, 320, 410, 450 e 500 cavalos. Outra novidade é a chegada do motor de sete litros para o segmento semipesado. Este motor de seis cilindros, disponível com 220, 250 e 280 hp, ajuda a reduzir o peso do veículo, aumentando a capacidade de carga.

Detalhes do painel e da cabine do novo caminhão

Compartilhar

Deixe um comentário