Randon opera próximo à capacidade

0

Mercedes - Mulheres

Receita líquida das empresas do grupo cresceu 45% no ano passado. Daniel Randon assume a presidência do Grupo

As empresas Randon encerraram o exercício de 2018 com crescimento acentuado na maior parte das linhas de negócios, o que ocupou patamares próximos da totalidade da capacidade de produção da companhia. O grupo, que comemora seus 70 anos, obteve aumento de 45,1% na receita líquida consolidada, chegando a R$ 4,3 bilhões.

A receita bruta total foi de R$ 6 bilhões, 43,4% superior à obtida em 2017. No exercício, o Ebitda consolidado foi de R$ 559,8 milhões, 81,6% superior a 2017 e margem Ebitda de 13,1% (10,5% em 2017). O lucro líquido consolidado foi de R$ 151,7 milhões, com margem líquida de 3,6% – em 2017, o lucro líquido foi de R$ 46,7 milhões, com margem líquida de 1,6%.

“O desempenho de 2018 consolida o crescimento iniciado no ano anterior, conquistado porque mesmo na crise promovemos a readequação de processos e de estruturas organizacionais, investimos em modelos de negócios robustos e diversificados”, declarou o ex-presidente das empresas Randon, David Randon.

Em 2018, a Divisão Autopeças representou 50,8% das receitas totais da companhia, seguida por 45,3% da Divisão Montadoras e 3,8% da Divisão de Serviços Financeiros. Ao final de 2018, os produtos com maior participação na receita das empresas Randon foram semirreboques (39,3%), materiais de fricção (25,8%) e eixos e suspensões (9,3%).

As vendas para o exterior em 2018 totalizaram US$ 182,3 milhões, aumento de 17,3% sobre 2017 (US$ 155,4 milhões). As exportações das empresas Randon representaram 15,7% da receita líquida consolidada do exercício, enquanto em 2017 a participação foi de 16,8%. A maior expansão aconteceu na exportação de semirreboques, que obteve crescimento de 49,9%, com destaque para o mercado chileno, que representou mais da metade das vendas ao mercado externo da Randon Implementos.

TROCA DE COMANDO – Dia 8 de maio, David Randon foi substituído na presidência do grupo pelo ex-vice-presidente da Diretoria Corporativa, Daniel Randon (foto). David, que ocupava o cargo desde 2009, foi indicado para presidente do Conselho de Administração. Alexandre Randon agora ocupa a vice-presidência. 

Daniel assume a presidência aos 42 anos dando destaque para inovação. David, no seu período à frente da empresa, imprimiu um estilo mais participativo.

Compartilhar

Deixe um comentário