Transportadora Tora compra 180 novos Scania

3

DAF - XF105

 

Uma das maiores operadoras logísticas do País, a empresa também contratou os principais serviços da montadora

Com um aporte de R$ 69 milhões, a Tora Transportes – um dos maiores operadores logísticos do País – adquiriu 180 caminhões da Nova Geração da Scania, todos com freio auxiliar Retarder. O lote está dividido em 130 unidades do modelo R 450 6×2 e 50 unidades do R 500 6×4. As entregas, que começaram em fevereiro e chegaram a cerca de 100 unidades, serão concluídas até outubro.

Em cinco meses, a empresa já notou uma economia de 10% e imagina atingir outros 3% de redução de custos com a solução completa Scania. O negócio foi fechado pela Casa Scania Itaipu, que atende o cliente na sua matriz, em Contagem (MG).

As informações foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (14) em evento da montadora realizado na cidade mineira.

A Tora faturou R$ 675 milhões em 2018 (ver quadro) e tem previsão de crescer 14% neste ano. Só de impostos, a transportadora recolheu R$ 103 milhões no ano passado.

Segundo o vice-presidente Édson Fernandes, que participou da entrevista coletiva, a frota própria da empresa é responsável por 30% do seu faturamento. Outros 40% vêm dos agregados e mais 30% dos carreteiros autônomos.

São 400 cavalos na frota própria, 850 agregados ativos e mais de 2.000 autônomos que eventualmente prestam serviços para ela. Para gerenciar tanto veículos, a empresa fez investimentos recentes de R$ 25 milhões na transformação digital da cadeia logística, e conta com a parceria Truckpad. O contato com os motoristas se dá via smartphone.

A tecnologia permite a empresa ter controle sobre a forma como eles atuam e se respeitam a jornada legal. “O motorista recebe uma classificação e, em caso de necessidade, receberá treinamento na concessionária Itaipu”, conta.

Aqueles que trabalham nos 50 caminhões destinados à mineração dispõem de sensor de fadiga via câmera instalada no caminhão. “Olho fechado, bocejo e desatenção acionam o sistema com sinal sonoro dentro da cabine e já acionando a central de monitoramento”, explica.

A telemetria garante que a empresa tenha todos esses controles. E um grande aliado são os sérvios Scania.

A Tora contratou a conectividade por meio do Desempenho, o pacote mais completo da montadora, que reúne Programa de Manutenção com Planos Flexíveis, o recém-lançado PMS Fleet Care (com gestor de frota dedicado para a empresa), os Serviços Dedicados – estrutura da Casa Scania Itaipu dentro das instalações do cliente – e Driver Services (treinamento).

Central de monitoramento da Tora

“Estamos muito satisfeitos com os serviços da Scania. Com a chegada da Nova Geração de caminhões, a marca nos convida para ir além, fazer um outro tipo de gestão do transporte. Os serviços também evoluíram. Por isso, resolvemos adquirir a solução mais completa, pois comprovamos a real eficiência e o aumento da disponibilidade da frota. Nossa expectativa é reduzir em 3% nossos custos gerais já em 2019”, afirma Pedro Estrugiaki, diretor de Operações da Tora Transportes.

A empresa já utiliza o sistema TMA – Tailor Made for Application – que começa na aquisição dos caminhões, adequados para cada tipo de operação, e segue no monitoramento personalizado de cada veículo e de cada motorista.

Operação de containeres da Tora em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte.O R-500 da nova geração do lote de 180 unidades que acaba de ser adquirido, já está em atividade.

Posted by Revista Carga Pesada on Friday, June 14, 2019

Scania - Consorcio
Compartilhar
Transpanorama - A 2 maior

3 Comentários

  1. Alex Azevedo em..

    A Janaína Araújo e o Edson Fernandes estão de parabéns, extensivo a toda a equipe.

    É gratificante ver nos últimos cinco anos, demonstrados no gráfico o avanço da empresa neste cenário desfavorável.

    O aumento do faturamento, após a consequente amortização de dívidas fica patente nos gráficos mostrados. Com isso todos ganham. Empresa com melhor retorno ao capital investido, Governo com ampliação da arrecadação de imposto e sociedade com aumento de segurança nas estradas através da modernização da frota e a inclusão de modernos sistemas de segurança e logística nos transportes.

    Quiçá tenhamos mais e mais empresas que possam seguir este caminho de sucesso com responsabilidade social adotado pela Tora Transportes e a melhoria da cadeia logística de transporte em todo o Brasil.

    Janaína, Édson, resiliência e sabedoria nas futuras decisões.

  2. Infelizmente essas empresas estão cada dia mais ricas e seus agregados e autônomos mais na miséria!
    Empresa que se preocupa com seus colaboradores são as que reconhecem que o crescimento não depende somente dos administradores como comentado acima pelo que bajula 2 pessoas e nada se fala do coitado que faz esses caminhões mover e, sim as que levam em consideração o seu colaborador não somente com palavras, mas repartindo uma parte de seus lucros com os empregados, agregados e autônomos, principalmente pagando fretes e salários que condizem com a necessidade de remunerar os pobres que investem vida, e recursos que tem para conquistar um bem que será pago com luta, suor e noites de sono perdidas!
    Uma boa amostra é conversar com os empregados de 10,20 e até 30 anos doando suas vidas pela empresa! Pergunte aos mesmos como era a sua situação antes e depois de tanto tempo na empresa! Muitos ainda moram no mesmo barraco nas comunidades “favelas” como antes…

Deixe um comentário