Caminhoneiro se surpreende com baixo consumo do Actros

0

DAF - XF105

Durante um percurso de 184 km de test drive, Josinaldo fez 2,27 km por litro no modelo 2651, campeão de vendas da Mercedes-Benz neste ano

O caminhoneiro e diretor do Sindicam-SP, Josinaldo João da Silva, ficou admirado com o resultado de um test drive que fez em maio com o Actros 2651 a convite da Mercedes-Benz e da Revista Carga Pesada. Num percurso de 184 km na região do Rodoanel na grande São Paulo, ele esperava que o caminhão, tracionando um bitrem de 7 eixos com 57 toneladas de PBTC, fizesse 1,7 km por litro. “Inacreditavelmente, fez 2,27 (km por litro)”, disse ele ao chegar ao final do teste na fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo.

Hélio Ribeiro, da área de marketing da Mercedes- Benz, o embaixador das estradas João Moita e o caminhoneiro Josinaldo João da Silva

A viagem, acompanhada pela reportagem da Revista Carga Pesada, durou 3 horas e 34 minutos. E a média de velocidade foi 51,5 km por hora. “Subimos a serra a 50 km, com todo esse peso, a 900 RPMs”, admirou-se.

O test drive também foi acompanhado pelo instrutor da Mercedes-Benz João Carlos Moita, o “Embaixador das Estradas”, que cumprimentou Josinaldo pela performance. Segundo a montadora, o motor OM 460 LA do Actros, de 13 litros e 6 cilindros em linha, é até 5% mais econômico, reduzindo os custos operacionais. Além disso, de acordo com pesquisa realizada pela Quest Inteligência, o custo de manutenção do Actros é 15% menor em relação aos principais concorrentes no período de 5 anos.

O Actros traz funcionalidades que asseguram mais conforto e mais rentabilidade. O piloto automático, por exemplo, é um recurso que pode proporcionar economia de combustível de até 1%. Ele reconhece as condições da pista (inclinação) e carga, por meio dos sensores do veículo, e ajusta a demanda de torque e potência do motor orientando-o para trabalhar com economia de combustível.

O freio-motor Top Brake proporciona maior potência de frenagem e maior velocidade em declives. Além disso, o Actros conta com o Retarder, sistema hidrodinâmico acoplado à caixa de mudanças que entre outras vantagens pode evitar o uso do freio de serviço em cerca de 85% das operações.

O câmbio Mercedes PowerShift é totalmente automatizado, sem pedal de embreagem. Realiza os engates de forma rápida e suave aumentando o conforto e otimizando o consumo de combustível. Oferece duas funções inteligentes: o “EcoRoll” que coloca a transmissão do veículo em neutro quando não há demanda de torque.

E o modo “Power”, acionado por uma tecla no painel, permite, durante 10 minutos, trocas de marchas em rotações mais altas a fim de facilitar ultrapassagens ou vencer aclives mais íngremes.

MERCADO

Ao longo do primeiro semestre de 2019, foram emplacadas 2.070 unidades do modelo Actros 2651, o que representa um crescimento de 76% sobre as 1.177 unidades do mesmo período do ano passado.

“Estamos muito satisfeitos com o êxito deste modelo, bem como de toda essa linha de extrapesados”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“Graças ao ótimo desempenho comercial da família Actros e também da linha Axor, nós lideramos as vendas de extrapesados no Brasil no primeiro semestre de 2019”, informa Roberto Leoncini. “No volume acumulado de janeiro a junho, foram emplacadas 7.097 unidades, o que significa um crescimento de 73% sobre as 4.098 unidades do mesmo período de 2018. Com isso, a marca reforça a liderança do segmento, com quase 28% de participação de mercado”.

Nos primeiros seis meses do ano, foram emplacados 5.541 caminhões extrapesados rodoviários da marca, com 97% de crescimento nas vendas em relação às 2.806 unidades do mesmo período de 2018. No segmento fora de estrada, foram 1.556 unidades, 20% a mais em comparação com as 1.292 unidades vendidas até junho de 2018.

Scania - Consorcio
Compartilhar
Transpanorama - A 2 maior

Deixe um comentário