Caminhoneiro não precisa pagar pedágio… na Argentina

1

Mercedes - Peças

Veja vídeo enviado pelo leitor Ricardo Freitas, feito na cidade de Mocoreta

Nelson Bortolin

No vídeo desta reportagem você vai ver um caminhoneiro passando por cancela de pedágio que não está cobrando tarifa. Notícia boa, não é? Mas isso é na Argentina, na Ruta 14, na cidade de Mocoreta.

Quem mandou as imagens para a Revista Carga Pesada nesta terça-feira (24) foi o caminhoneiro brasileiro Ricardo Freitas, que viaja com a mulher, Sharon. Eles carregam perfumaria de Itupeva para Santiago do Chile.

“Ficamos de sexta-feira até hoje (terça) na aduana (entre Brasil e Argentina), quando fomos liberados. As cidades por aqui estão com as entradas fechadas por cones e polícia”, diz ele, se referindo às medidas tomadas pelo país vizinho de combate ao coronavírus.

“Disseram que tem lugar que os argentinos correm dos brasileiros (com medo de se infectarem), mas estamos indo, temos compromisso, precisamos entregar a carga”, conta.

A Revista Carga Pesada não conseguiu apurar se a suspensão do pedágio é apenas na praça mostrada por Freitas ou se em toda a Argentina. A reportagem aguarda um retorno solicitado à Associação Brasileira deTransporte Internacional (ABTI).

No Brasil, as lideranças da categoria estão tentando negociar a medida com as autoridades.

O diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística (CNTL), Carlos Alberto Litti Dhamer, acha difícil que o governo e as concessionárias aceitem isentar os caminhoneiros de pedágio durante a crise. “A ganância pelo lucro não tem medidas.”

O presidente do Sindicam-SP, Norival Almeida Silva, confirma que as entidades estão negociando a medida,“mas sem sucesso”.

Mande você também um vídeo contando para nós como está a vida na estrada em tempos de coronavírus.

Você pode usar o WhatsApp 43 988150999.

Bom trabalho. E se cuidem.

 

Salli
Compartilhar
DAF - XF105

1 comentário

  1. Infelizmente aqui a coisa é diferente, o que importa é o lucro e o mercado, vejam as mensagens enviadas pelo presidente onde ele aconselha todos a ir para frente do trabalho. Nos pedágio a coisa é ainda pior, estão expostos tanto operadores, como motoristas e ninguém faz nada.
    Tudo pelo capital e o povo que se exploda!

Deixe um comentário