Castrol entra no mercado de lubrificantes para caminhões

1

DAF - XF

Marca completa seu portfólio com a chegada da linha Castrol CRB

A Castrol anuncia sua entrada no mercado de lubrificantes para veículos comerciais no Brasil com o lançamento da linha Castrol CRB, marca referência de óleo de motor, além de graxas, fluidos para transmissões e fluidos hidráulicos. A partir do conceito global da marca “Vida longa e saudável do motor”, a estratégia do lançamento é aproximar a Castrol dos caminhoneiros para comunicar a nova linha. A campanha dará atenção e prestará informações ao caminhoneiro sobre saúde e bem estar pessoal bem como dicas de manutenção do veículo por meio dos canais online e offline.

A partir de novembro os conteúdos serão transmitidos por meio de especialistas de cada área, com o apoio de um time de influenciadores do segmento. Por três meses, serão desenvolvidas ações diversas como lives, stories, boletins informativos e divulgação de conteúdos educativos nas redes proprietárias da Castrol e de parceiros.

“A Castrol sabe da responsabilidade que tem ao informar e priorizar a saúde do motorista de caminhão. Nosso papel é abastecer esse público com conteúdo relevante, dicas de saúde e bem estar e informações para correta manutenção do veículo e proteção ao motor”, explica Deborah Sciamarella, gerente de Marketing da Castrol no Brasil.

O foco da Castrol em auxiliar na saúde do caminhoneiro vem de dados da CNT, Confederação Nacional de Transportes, que afirmam que apenas cerca de 35% destes profissionais realizam exames preventivos para cuidar da saúde. “O estilo de vida do caminhoneiro pode impactar na sua saúde devido à má alimentação, à falta de exercícios físicos e a problemas emocionais por estar longe da família. Dessa forma, queremos lembrá-lo sobre a importância desses cuidados”, complementa Deborah.

Grande parte da campanha será por canais digitais. Segundo a CNT, 90,6% dos caminhoneiros acessam a internet diariamente, 68% acessam as redes sociais e 98% possuem WhatsApp. Por isso, as redes sociais da Castrol terão conteúdos voltados aos caminhoneiros com dicas de saúde e proteção ao motor.

A campanha vai contar também com um time de influenciadores para ampliar a voz da Castrol nas redes sociais, destacar e ressaltar a qualidade dos produtos, e dar relevância aos cuidados com a saúde do caminhoneiro. Também terão grupos no WhatsApp para divulgar conteúdos para este público, com dicas de exercícios, de alongamento, medidas preventivas etc. Para o offline, outdoors nas principais rodovias, rádio em cidades de grande circulação de carga e ativação em transportadoras e operadores logísticos.

Com a linha CRB de lubrificantes para caminhões, a Castrol vai aumentar a competitividade e fortalecer a marca no mercado, além de oferecer um portfólio completo em todos os segmentos.

A nova linha Castrol CRB é composta por dois produtos para motor: o Castrol CRB Multi 15W-40 CH-4, um óleo versátil, econômico e que atende à diversos tipos de veículos. Possui elevado poder de limpeza, removendo e dispersando de forma eficaz as partículas de fuligem. Também contém antioxidantes de alta performance, que interrompem as reações químicas e evitam o engrossamento do lubrificante, tudo isso para proporcionar uma vida longa e saudável do motor. Já o Castrol CRB Turbomax 15W-40 CI-4 E7, lubrificante mais robusto, traz a tecnologia DuraShield Boosters, exclusiva Castrol, que forma uma película protetora nas partes metálicas do motor, além de impedir o acúmulo de fuligem. Com esta tecnologia, prolonga em até duas vezes mais a vida útil do motor. O Castrol CRB Turbomax 15W-40 CI-4 E7 atende às modernas e rigorosas especificações da indústria API CI-4 / SL, ACEA E7 e possui aprovações das maiores montadoras do caminhões mercado como Mercedes Benz, VW man, Volvo e Cummins, entre outras.

Os novos produtos da Castrol para veículos comerciais serão vendidos pelos distribuidores da Castrol e distribuídos nas autopeças, truck centers, postos de combustíveis, mecânica de caminhão, super trocas, autosserviços e demais canais de venda e trocas de óleo.

Mercedes - Club
Compartilhar
TrucksControl - Sua Frota

1 comentário

  1. Presados, boa tarde!
    Quero deixar uma SINGELA contribuição para nossos irmãos caminhoneiros em relação ao lubrificante adequado ao seu possante:
    – Todo lubrificante existente e homologado no Brasil deve obedecer certas exigências que são fornecidas pelos órgãos classificadores de lubrificantes diversos e também pela ANP
    – para que uma empresa forneça lubrificante no Brasil e em muitos países, ela precisa passar por testes que são solicitados pelos que enviam amostras ao certificador dizendo em qual classe deseja a certificação do lubrificante, tanto pra motores diesel ou motores flex.
    – Para conseguir a certificação desejada o óleo enviado tem de ser dotado de vários aditivos como, o de estrema pressão, antioxidante, abaixador do ponto de fluidez, inibidor de corrosão, inibidor de espumas, detergente, etc., etc.
    Quando conhecemos um pouco desses princípios, evitaremos comprar produtos por um preço diferente para lubrificante da mesma classe. Ex:, estava fazendo a troca do lubrificante do motor do meu caminhão em um posto as margens da BR-040 na região central de MG, onde estacionou um outro caminhão para também trocar o “óleo”, ele solicitou um lubrificante de uma determinada marca que era uma geração abaixo da que eu havia solicitado, no caso, um 15w-40 Cl-4, 228.3 que custava R$219,00 o balde de 20 litros. O que ele havia solicitado era da marca indicada pela montadora de seu caminhão e o preço de R$299,00, perguntei o porque de não comprar o mesmo que eu estava comprando por um preço significativamente melhor que o dele e ainda com qualidade superior, a resposta foi que o meu não tinha a mesma qualidade que o que ele estava comprando, pois o preço muito menor demonstrava qualidade pior!
    Nesse momento colocamos os baldes próximo um do outro e começamos a fazer a comparação: vimos que o que ele estava comprando muito mais caro era o que havia sido formulado uma geração anterior.
    Foi possível comparar com outros baldes vazios que estavam encostados em um canto, dessa forma consegui persuadir a comprar o mais barato e ainda levar uma qualidade melhor!
    O mais triste de tudo isso, foi assistir o trocador que se dizia especialista, tentar de todas as foram convencer o colega a comprar o que estava já pronto para a troca e que o cliente corria o risco de perder a garantia, chegou inclusive a fazer o “teste” de esfregar um e outro com os dedos indicador e polegar tentando mostrar que o indicado pela montadora era muito melhor e mais viscoso! Como o colega já absorveu um pouco de conhecimento, exigiu a troca pelo mais barato e assumiria os riscos da garantia!
    Se todos nós procurássemos buscar o mínimo de informações, além de forçar a queda nos preços, ainda deixaríamos de fomentar essa indústria gananciosa e desonesta que nos induz a levar gato por lebre e desmistificar essa coisa que meu caminhão já está acostumado com o óleo tal”, (motor é uma maquina que não tem vontade própria)! e, se estivermos em outro país e não conhecer a especificação do lubrificante que nem sempre tem as mesmas marcas que aqui, ficaríamos ainda mais perdidos!
    Em fim, o que determina a qualidade do lubrificante são os aditivos adicionados e a classe a que pertence! Não compre por marca e sim pela classificação, busque o que for dentro da indicação do fabricante do veiculo que tem as mesmas especificações e se for superior e com preço menor, ainda melhor para o bolso!
    ATENÇÃO; fuja de marcas desconhecidas e SE não conhece, não compre ou peça ajuda!

Deixe um comentário