CNTA oferece atendimento psicológico a caminhoneiro

1

Mercedes-benz - Pecas

Projeto Anjos da Boleia é feito de modo virtual, em parceria com Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego

Por meio de uma parceria entre a Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego (Abrapsit), a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), os caminhoneiros autônomos poderão ter atendimento psicológico de modo virtual. Trata-se do projeto Anjos da Boleia, que visa promover a saúde mental desses profissionais.

Para conseguir atendimento, o caminhoneiro só precisará enviar uma mensagem de Whatsapp para o número (51) 98905-0459 e preencher um formulário simples. Na data e hora combinada, um psicólogo fará contato com o motorista para dar início ao atendimento. “O objetivo do programa é ser um atendimento emergencial ao caminhoneiro. A partir do acolhimento inicial com o psicólogo, será definido um breve acompanhamento com as devidas orientações conforme cada caso”, explica a CNTA.

Caso o profissional precise ser atendido em caráter de urgência, ele pode sinalizar a necessidade durante o preenchimento do formulário.

PB Lopes
Compartilhar
Goodyear - Kmax

1 comentário

  1. Excelente ação, haja vista que muitos de nosso colegas estão passando por conflitos imensuráveis, aqueles que passam dificuldades para cumprir com os compromissos financeiros então nem se fala.
    Não é difícil encontrar colegas reclamando da situação do transporte executado por autônomos, e as vezes estão até desistindo da profissão que tem sido enxergada por muitos com um ar de criminalização do profissional, e isso também contribui para a decepção com a profissão!
    Sempre comento que o responsável pela situação critica que passamos, somos nós mesmo, aceitamos o frete a qq preço e se recusamos muitos chegarão e oferecem ate mesmo ao custo do combustível se estiver voltando para casa! Importante lembrar que caminhão consome tanto na ida quanto na volta a depender do peso e da carga.
    Tomara que essa ação beneficente tenha sucesso e alcance o maior numero de colegas.
    Penso que não sobreviverei para ver nossa profissão ser honrada e valorizada como ocorre em muitos países!

Deixe um comentário