Brasil volta a ser o número 1 para caminhões Mercedes-Benz

0

Consorcio Scania - 100x

Marca também manteve liderança pelo 5º ano consecutivo

A Mercedes-Benz fechou o ano de 2020 novamente como a fabricante líder nas vendas de veículos comerciais no Brasil. Pelo 5º ano consecutivo, foi a marca que mais emplacou caminhões no País, conquistando mais de 31% de market share. No segmento de ônibus, com aproximadamente 47% de participação, manteve sua tradicional liderança de 64 anos. Estas posições seguem mantidas neste início de 2021.

“Num ano atípico como 2020, fortemente impactado em todo o mundo pela pandemia do coronavírus, superamos os obstáculos e mantivemos a nossa marca no topo de vendas e de participação de mercado de veículos comerciais”, afirma Karl Deppen (foto), presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Com isso, o Brasil volta a ser o primeiro mercado do mundo para caminhões Mercedes-Benz, além de ser também o maior para ônibus da marca”.

De acordo com o executivo, esses resultados devem-se ao compromisso com os clientes e com suas demandas e necessidades. “Sempre estivemos e sempre estaremos ao lado de quem transporta carga e passageiros neste país de dimensões continentais. Não deixamos de ampliar e modernizar nosso portfólio de produtos e serviços e isso fortalece ainda mais a confiança que os clientes têm na nossa marca e em todas as soluções que oferecemos a eles. Portanto, a liderança em vendas no ano de 2020 nos deixa motivados a buscar novas conquistas em 2021, que será ainda desafiador para todo o mundo e não só para o Brasil”.

“É importante destacar que também lideramos as vendas de caminhões no concorrido segmento de extrapesados em 2020, já repetindo esse feito agora em janeiro”, afirma Roberto Leoncini (foto), vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “No ano passado, foram emplacados 13.195 extrapesados da marca, o que resultou em 28,5% de market share. Em janeiro, o volume foi de 1.127 caminhões, com 30,9% de participação”.

Imagens do Instram de Lúcio Alves

Mercedes-Benz inicia 2021 com novas efetivações e contratações

“Em função de uma melhor perspectiva em 2021, a Mercedes-Benz reafirma sua confiança no País, onde atua há quase 65 anos. Nesse sentido, a fim de atender às demandas dos clientes, estamos criando mais de 1.000 novos empregos para nossas fábricas de veículos comerciais, entre contratações temporárias e efetivações de aprendizes do SENAI”, informa Karl Deppen. “Além disso, estamos mantendo o investimento de R$ 2,4 bilhões no Brasil até 2022. Mesmo com todos os desafios, vamos seguir com nossos planos”.

Do investimento programado de R$ 2,4 bilhões para o período 2018-2022, R$ 100 milhões foram entregues na 2ª fase da Indústria 4.0, com a inauguração da Nova Linha de Cabinas de Caminhões, em fevereiro de 2019. Mais R$ 100 milhões foram destinados à construção da Nova Linha 4.0 de Ônibus, inaugurada em setembro de 2020. E um total de R$ 1,4 bilhão foi aportado no desenvolvimento e produção dos extrapesados da família Novo Actros.

A partir de 2021, a Empresa dará continuidade à modernização das linhas de agregados (câmbio, motor e eixos) em São Bernardo do Campo (SP), também seguindo os conceitos da Indústria 4.0, além do desenvolvimento de novos produtos e serviços de conectividade até 2022.

Além do valor mencionado, a Mercedes-Benz do Brasil e a Bosch estão investindo R$ 70 milhões em conjunto (50% cada empresa) na construção do Centro de Testes Veiculares em Iracemápolis (SP), que irá atender diferentes empresas do setor automotivo.

MB - Oleo
Compartilhar
Mercedes-benz - Pecas

Deixe um comentário