Isenção de impostos reduz preço do diesel em R$ 0,35

0

Consorcio Scania - 100x

Apesar da troca de comando na Petrobras, combustíveis subiram mais 5%

A decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de zerar os impostos federais que incidem sobre o diesel por dois meses, deve gerar uma queda R$ 0,35 no litro do combustível. É o que se deduz da análise de uma planilha da federação que representa os postos de combustíveis, o Sindicombustíveis, ao qual a Revista Carga Pesada teve acesso.

Ao contrário dos impostos federais, o ICMS, de competência dos Estados, varia em todo o País. As alíquotas vão de 12% a 20%. Em valores absolutos, o tributo estadual tem peso de R$ 0,41 no litro do diesel em Santa Catarina, e de R$ 1,11, no Amapá.

Quando somados os impostos federais e estaduais, o valor por litro de diesel é de R$ 0,743 em Santa Catarina e de R$ 1,43 no Amapá.

Em geral, o peso dos impostos é menor na Região Sul e maior no Norte e Nordeste.

Os números da Fecombustíveis valem para a primeira quinzena de março.

Apesar da troca de comando na Petrobras, anunciada pelo presidente na semana retrasada, os combustíveis ficaram mais caros nesta segunda-feira (1) em torno de 5%, tanto o diesel como a gasolina.

Veja tabela da tributação do diesel S10 ordenada em ordem decrescente do peso tributário.

Biodiesel tem impacto direto no preço do combustível

MB - Oleo
Compartilhar
Mercedes-benz - Pecas

Deixe um comentário