Produção aumenta e Tocantins quer agroindústria

0

Iveco - A cada curva

Desafio para a região de Pedro Afonso é a conclusão da BR 235

Com cerca de 6 milhões de toneladas de grãos, entre soja, milho e arroz, o Tocantins vem ganhando espaço no agronegócio brasileiro. Em determinadas regiões do estado, como em Pedro Afonso, a 140 km da capital Palmas, quem predominam sãs os pequenos e médios produtores. A Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa) agrega 200 deles.

Segundo o presidente da Coapa, Ricardo Benedito Khouri, a região quer dar um passo além da produção primária. “Queremos alçar voos para uma agroindustrialização”, conta. O projeto é implantar indústrias de frango. Mas, para isso, é necessário que a BR 235, que corta o estado de leste a oeste, seja concluída. “É uma via fundamental para aumentarmos a base do agronegócio”, explica.

A 235 começa em Aracaju (SE) e vai até o sul do Pará. O trecho que corta Tocantins começou a ser implantado há 30 anos. Mas ainda não tem asfalto. “Parte da terraplenagem se perdeu”, alega. Se concluída, segundo o presidente, a rodovia terá uma importância para o desenvolvimento da região “como poucas estradas federais tiveram”. “Não é possível você ter empreendimentos com tecnologia de ponta e via de escoamento de terceiro mundo”, declara.

Um sonho de consumo para todo produtor tocantinense, não só da região de Pedro Afonso, é a duplicação da BR 135. Mas isso, na opinião do presidente da Coapa, ainda vai levar mais tempo.

Veja entrevista no vídeo.

Essa reportagem integra uma série feita em parceria da Revista Carga Pesada em parceria com a Mercedes-Benz e trata da rota de escoamento de grãos Tocantins/Maranhão.

Mostramos também como está a performance do Novo Actros na visão de quem já utiliza o caminhão. Seja a caminho do Porto de Itaqui, o maior terminal de exportação de grãos do Arco Norte, seja nos terminais da Ferrovia Norte/Sul, os relatos mostram que o mais recente lançamento da Mercedes-Benz conseguiu aliar alta tecnologia 4.0 em sensores de segurança, conectividade e economia com a robustez que o transporte de grãos exige.

Leia mais:

Os desafios da nova rota da safra Tocantins/Maranhão

Futuro Logística é destaque no transporte de grãos em Tocantins

Valor do frete não acompanha o do diesel

Porto de Itaqui ganha espaço na exportação de grãos

Associação reclama de taxa cobrada em terminal no Tocantins

Volvo Trucks 2021
Compartilhar
Truckscontrol 2021

Deixe um comentário