Iveco - Criando Novos Caminhos

Agronegócio tem maioria em comissão criada para mudar Lei do Descanso

29
SONY DSC

A preocupação do agronegócio é com o aumento dos fretes

Nelson Bortolin

Entre 30% e 40% da comissão criada na Câmara dos Deputados para propor mudanças na Lei 12.619, a Lei do Descanso, apoiam os motoristas. O restante atende aos interesses do agronegócio, que está preocupado com o aumento nos fretes. A avaliação é da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT), entidade que representa os motoristas profissionais, incluindo os caminhoneiros empregados.

O grupo, criado na última quarta-feira (13),  é presidido pelo deputado paulista Nelson Marquezelli (PTB), que é produtor rural. O relator, Valdir Colatto (PMDB/SC), também pertence à bancada ruralista, além do segundo vice-presidente, Vilson Coavati (PP/RS). O prazo para conclusão dos trabalhos é de 30 dias  (veja abaixo relação dos parlamentares com seus respectivos e-mails).

De acordo com o secretário da CNTTT, Epitácio Antônio dos Santos, a confederação realizou um trabalho de convencimento de deputados que apoiam a Lei do Descanso para integrarem o grupo, mesmo assim não foi possível compor a maioria.

“É de se esperar que a comissão proponha mudanças. O agronegócio quer flexibilizar os direitos trabalhistas, o que é inconstitucional”, reclama Santos. Ele lembra, no entanto, que as propostas aprovadas no grupo ainda terão de passar pelas comissões de trabalho da Casa e serem aprovadas em plenário. “Teremos muitas oportunidades para discutir e convencer os deputados a não retirar os direitos da categoria”, afirma.

O sindicalista conta que a entidade irá aproveitar o momento para tentar incluir na lei os pontos que foram vetados pela presidente Dilma Rousseff, no ano passado, principalmente o que se refere à construção de pontos de paradas para os caminhoneiros. “Vamos tentar acrescentar outros benefícios para os motoristas”, declara.

O procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Paulo Douglas Almeida de Moraes, cujo trabalho realizado em Mato Grosso culminou com a proposta da Lei 12.619 no Congresso Nacional, diz que ainda não foi convidado pela comissão para participar das discussões. E acredita que não receberá o convite. “É uma comissão do agronegócio formada para tirar direitos do trabalhador”, declara.

Mesmo assim, ele espera que os deputados tenham “bom senso” e não reduzam os tempos de descansos previstos na lei, ou seja, meia hora a cada quatro horas ao volante e 11 horas entre dois dias de trabalho. “É uma questão de saúde do trabalhador, uma questão fisiológica. Que os parlamentares não desconsideram as palavras dos médicos. Os descansos estabelecidos são fundamentais para que o motorista possa voltar a dirigir com segurança”, afirma.

Em entrevista por e-mail, o presidente da comissão, deputado Nelson Marquezelli, disse que o grupo trabalhará para fazer as modificações necessárias “para a aplicabilidade da Lei”. “Hoje não há condições de cumprir tudo o que foi estabelecido”, alega. Questionado se acha legítimo o agronegócio modificar a lei sem a participação dos transportadores, ele diz que tem recebido “relato de muitos caminhoneiros de todo o país informando que não há condições para que se cumpra a lei”.

Marquezelli, que já foi caminhoneiro, alega que a 12.619 não “atende de forma uniforme a realidade do País.”

Em seu site, o deputado diz que a lei provocou uma alta no transporte “de quase 40% e inviabilizou segmentos produtivos mais longe do porto de Santos”. “Esqueceram o pequeno transportador, o interior do Brasil. Não conversaram com aqueles que produzem o que é transportado em cima dos caminhões. Ou seja, só pode viajar durante o dia e, a cada quatro horas, tem que parar meia hora. Isso tem um custo. E quem vai pagar esse custo?”, questiona.

 

Escreva para os deputados e diga o que você pensa da Lei do Descanso e se ela deve ser modificada:

 

Presidente: Nelson Marquezelli (PTB/SP)

[email protected]

1º Vice-Presidente: Vanderlei Macris (PSDB/SP)

[email protected]

2º Vice-Presidente: Vilson Covatti (PP/RS)

[email protected]

3º Vice-Presidente: Hugo Leal (PSC/RJ)

[email protected]

Relator: Valdir Colatto (PMDB/SC)

[email protected]

 

Membros

 

Assis do Couto PT/PR

[email protected]

Rubens Otoni PT/GO

[email protected]

Weliton Prado PT/MG

[email protected]

Zeca Dirceu PT/PR

[email protected]

Celso Maldaner PMDB/SC

[email protected]

Mauro Lopes PMDB/MG

[email protected]

Osmar Serraglio PMDB/PR

[email protected]

Cesar Colnago PSDB/ES

[email protected]

Nilson Leitão PSDB/MT

[email protected]

Carlos Magno PP/RO

[email protected]

Lira Maia DEM/PA

[email protected]

Paulo Cesar Quartiero DEM/RR

[email protected]

Lúcio Vale PR/PA

[email protected]

Wellington Fagundes PR/MT

[email protected]

Gonzaga Patriota PSB/PE

[email protected]

Leopoldo Meyer PSB/PR

[email protected]

João Dado PDT/SP

[email protected]

Oziel Oliveira PDT/BA

[email protected]

Sandro Alex PPS/PR

[email protected]

Jô Moraes PCdoB/MG

[email protected]

Oliveira Filho PRB/PR

[email protected]

Dr. Grilo PSL/MG

[email protected]

Junji Abe PSD/SP

[email protected]

Onofre Santo Agostini PSD/SC

[email protected]

Compartilhar

29 Comentários

  1. Nivaldo Baptista on

    Ola sou caminhoneiro a 29 anos e quero dar minha opinião na lei de descanso minha escala de trabalho é a seguinte (Trabalho 4 horas descanso 1/2,trabalho mais 4 hrs descanso 1,trabalho mais 4 hrs e descanso 8 hrs), no total são 12 horas trabalhadas por dia na velocidade media de 60 km/h rodo aproximadamente 650 a 720km por dia,sendo assim é mais do que o suficiente para uma boa jornada diaria com segurança e conforto.   

  2. O AUMENTO DO FRETE VEM MESMO ASSIM SEM QUE ESTES CORRUPTOS QUEREM, VEJA O VALOR DO DIESEL HOJE NO MERCADO, VEJA SE ELES PREOCUPARM COM ISTO, ACHO QUE COM UM POUCO DE DINHEIRO ELES VÃO PROCURAR ALGUMA COISA PRA FAZER, ELES SO DEFENDEM O LADO DELES NADA MAIS, VEJA EM QUE PAIS ESTAMOS, NADA DE MUDANÇA NA LEI DO COMINHONEIRO, PRECISAMOS SIM MELHORAR AS CONDIÇÕES DA CATEGORIA E NÃO DE CORRUPTOS DANDO PALPITE.

  3. será que veremos esses BANDIDOS criarem uma comissão para Duplicar as BR’s 381, 262, 040, 153, 116, 101??? Será que um dia vamos assistir a estas obras deixarem de ser sonhos para se tornar realidade, afim de promover mais segurança e ser uma forma de mostrar o retorno dos impostos pagos pelos cidadãos-caminhoneiros. 

  4. o motorista gainha poco ainda fica parado nas estradas fasendo oque sem dinero jente vamos trabalia concordo sim com descancho cada 24 oras 8 oras parado para dormi  , entre os cafezinho e os abastecimento almoco e janta saõ 16 oras ai  inpresa e o motorista organiza a viage como ele acha melhor é as 8 oras no periudo da nite  esemplo das 22 oras as 6 oras da maia ou das  da umaviage de 700 km dependendo da potencia da maquina e o solo onde ta rodando roda até 1,000 km com amiha esperiencia de 30 anos de motorista de caminhao e ademistrador de transporte tenho a sertesa do que to falando rezolve o problema do agro  negocio e das endustria como todas menos o interesi do governo que cér mostra os miliois de cartera asinada para receber os encargo trabalhista e do empregado e em pregador feche o serco pras empresa en relachao ao empregado e vamos trabalia eu trabalio pra bunge do brasil como autonomo e tantos outros motorista todos pagan todos emposto ejigido pelo governo que é um abechurdo fasa como o transporte da bunge  e vomos trabalha e para de jogo de empura  ai cada motorista vi para onde ele acha melhor para  no  posto no mato no canteiro no posto fiscal ou em casa  mas naõ a onde o governo que  que brasil é ese ???????????????????????????  vocei s politico naõ tem mais oque fase vaõ cida da saude e da segurancha seliem estudaram pra atrapalha a vido dos outros  ????????????????????????

  5. os motorista que é empregado deve negocia com a empresa o ceu salario e as oras trabaliada as chuas diarias que as empresa paga é uma mizeria esemplo no nordeste pagam 25 a 40 reas de diaria pro motorista ele tem que fase as entrega das mercadoria o caminhao sai de viaje com 20 entrega o motorista tem que ajuda a fazer as entrega porque naõ da para confia nos chapa que fas as descarga  se falta mercadoria o motorista e responchalve pela mercaroria a vida de motorista naõ é cho cuida cuida da boleia tem que cuida do camihao do caregamento da viage das entrega dos achaltante e muitas outras coisa que fas parte da viaje do motorista fica no posto fiscal aguardando nota ou o cliente paga emposto é pra se aromba tem que reve o salario dese motorista e as diaria se algem tem duvida pecha pra uma reportaje acompaiha uma rutina de 30 dias nas portas das empresa que carega e as que descarega  e nos postos fiscal do norte e nordeste  pra ve a luta serada que é

  6. A lei tem que vigorar,mas o salario tambem.]a seis meses estou andando conforme a lei,mas recebendo comissão.meu salario caiu em 40% mas a lei e boa chego em casa mais descançado. 

  7. manda esses deputados que são contra a lei e inventam asneiras, deixarem a vida boa que eles tem,e virem bater volante o dia todo com as condições e salários que nos recebemos.ai sim, podem falar alguma coisa,isso mim revolta,este país não tem jeito!!!!!!!!!!!!.

  8. Eloy de lazzari on

    Eu acho que a lei não deve ser modificada  porque com a saúde dos  motoristas não se brinca.  E sem contar que com a nova lei vai se evitar muitos acidentes. E porque que todo o trabalhador brasileiro trabalha só 08 horas por dia e o motorista tem que trabalhar 18 horas por dia isso as vezes sobre efeitos de energéticos perigosos. Obrigado. e pensem bem sobre essa lei.

  9. “… Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres
    (CNTTT), entidade que representa os motoristas profissionais, incluindo
    os caminhoneiros empregados…”.Essa tal de CNTTT nunca nos representou, porque se fosse para nos representar deveriam defender os nossos interesses e não ferrar com a vida de nós caminhoneiros. Muito obrigado CNTTT, mas eu dispenso vossa ajuda!

  10. deixen os caminhoneiro trabalhar deixen de bla bla descançar 8 horas ta bon demais tenten acabar com esse cartão maldito que só veio para atrapalhar a vida do ja esfolado caminhoneiro e fazer com que as transportadoras paguen o mesmo preço  o frete para o autononomo  ou transpotadora CNPJ ou CPF tudo sofre igual

  11.          Primeiramente obrigado pela preocupação com o setor de transporte,que vem sido massacrado. 8 Horas entre jornada sendo cumprido por todos sera o ideal.Prejuiso das 11 Horas  MOTORISTAS parado lonje da família.Almento da prostituição,pedofilia,uso de drogas,jogos de asar,confusão e roubos em paradas sem qualquer estrutura, menos tempo com a FAMÍLIA,e muitomais.Nunca compare  Brasil com os Estados Unidos.Tenho esperiencia com os dois paises.Quem é caminhonero sabe o que eu estou falando.

  12. o comentario do nivaldo ta de bom tamainho e realista  vamo a luta ///////////// agora o comentario eloy de lazzari  alega que motorista trabalha 18 oras  peste ateçaõ um mtorista que trabalha 18 oras é porque ta gainhando comicaõ toma energetico toma rebite ou foma macoiha ou cocaina seja o diacho que for naõ tem nada aver  o cara naõ cuida da çaude dele é loucura do motorista pare de aruma desculpa pra pucha o chaco do governo ese tipo de motorista fica de baderna e dis que trabalha 18 oras  se preocupe com motorista proficional naõ com babozera /////////eças lei enventada vc tavendo que naõ da certo o brasil naõ tem estrutura para apoia  o governo tem que fazer linha de credito pros póstos ampliar os patios de estacionamento porque nos posto tem oficina tem auto eletrica tem bainhero tem restaurante tem lanchonete tem loja de conviniencia tem rampa pra regula freio tem segurança armada e tem que melhora tem telefone tem internete ou lanraus tem asecorio   o motorista tem que gainha um çalario bom uma diaria boa concordo tem que dormi çagrada 8 oras ta bom tem 16 oras pra adeministra a viage até tira um cochilo depois do almocho das 22 oras até 6 da maihan ta bom vai fica bom pra policia rodoviaria vai acaba os robo de carga anoite vai acaba com as drogas ou comercio de droga na bera de estradas vai acaba com os motorista que sedis escravo  /////////////////naõ afeta a agro industria o agro negocio nem os cliente com trinta anos trabalhando acim to bem de çaude e com uma clase social razoavel bem o motorista brige por çalario e diaria e larga maõ de piadas de mau gosto  quenem o eloi lazzari  qada motorista sepreucupe com a çaude dele é de cada um motorista que se dis escravo é mentirozo e o governo gostade mentira //////////////////

  13. vai ter palavra faltando asento ou algo pois naõ ço adevogado mais ço profisional sem frescura como 40 % dos motoristas que çao bebum drogado putainhero malcarate sem educaçaõ que qer gainha salaeio de deputado sem trabalha pestem atencaõ /////////////

  14. sou de acordo com a lei,mas o problema e que nimguem fala sobre o salario.os impresarios aproveita a brecha,e que ninguem fala sobre salario e quer pagar um salario de fome,que no caso o nosso aqui no mato grosso,e de C$ 1.250,00 mais 26 diarias de C$ 25,00 e mais horas estras,que os impresarios nao querem deichar faser,diminuindo ainda mais o gainho do motorista.nao tem comdissoins de ficar como estar.se vosseis ai nao der um geito nos sindicatos vai ficar dificio de trabalhar.por que as dispesas de estrada esta muinto caro aqui no mato geosso,o mais barato e de C$4,00 para cafe da mainhan.C$12,00 A C$14,99 p/almosso C$4,00 A C$5,00 p/lanche da tarde,C$12,00 A C$14,99 p/jantar.ve ci vosseis ai ci concientisa e estimula um salario base diguino para nos. 

  15. Eu durmo 7 hrs por noite ja pensou ficar parado  num posto de combustivel no sol quente longe de casa esperar mais 4 hrs sem fazer nada para seguir viagem isso é só pra vagabundo

  16. Estão confundindo tempo de descanso com ociosidade, que também faz mal a saúde…Oito horas obrigatórias para o descanso é mais que justo, mas o que mais faz mal ao caminhoneiro, não é a falta de descanso, e sim o “descaso”.Sair do MT com grãos para Santos, não é uma jornada de trabalho, é sim uma aventura com a saúde e o caminhão, pois será que temos descanso a cada 4 horas? ou precisamos rodar seis ou sete horas para descansar …  Tem como tomar um banho com água quente num ambiente limpo? ou corremos o risco de levar alguma infecção prá casa… Se estiver no Rodoanel de Cuiabá, posso parar para descansar? pois ali leva-se mais de quatro horas para atravessar, e se parar tomo multa?Será que meu colesterol e Stress não sobem a cada pedágio com preços abusivos? a Lei que permita que nós restituamos esses valores no IR está parada em alguma gaveta… , Qando chegar no destino, consigo descansar em local seguro? ou sou obrigado a ficar bem acordado para não perder o estepe, ou tomar uma multa por estar em fila dupla, não que eu queira! ou ser assaltado por traficantes que além de perverter alguns companheiros ainda nos ameaçam. Senhores Deputados , oito horas de descanso noturno , mais os benefícios de uma viagem tranquila, com estradas e estadias decentes, segurança e pedágios justos resolvem o problema da Categoria, não nos criem obrigações novas para encobertar o não cumprimento por parte dos TRES PODERES!E aí Presidenta? + PIBÃO =  -BURACÃO

  17. Vamo pra cimo Srs. Deputados on

    Srs., Deputados,
    A verdadeira classe de transportadores
    do Brasil conta com a sensatez e dedicação dos senhores neste momento
    tão importante para o nosso segmento.
    A Lei 12.619 (Lei do Motorista) nos
    moldes atuais é impraticável, principalmente por não ser atrativa nem
    mesmo a classe de motoristas.
    Sou empresário do transporte e sempre fui a favor de uma regulamentação no setor, mais não da forma como a aprovada.
    Desde a vigência da Lei, na tentativa de
    reduzir minha exposição a problemas trabalhistas, estou tentando
    adequar minha empresa a esta realidade mais tudo é muito difícil.
    Deixo abaixo algumas sugestões para ajustes na Lei atual:
    – A jornada de trabalho do motorista
    seria de total liberdade dela, apenas se resguardando a necessidade
    obrigatória de se pernoitar por no mínimo 9 horas, refeição almoço por
    no mínimo 1 hora, refeição jantar por no mínimo 1 hora e dirigir por no
    máximo 12 horas.
    – Redução do repouso diário de 11 horas
    para 9 horas (igual para autônomos e empregados). Isso estava aprovado
    mais foi vetado por nossa Presidenta.
    – Ampliação de jornada de trabalho
    diária de 8 + 2 horas extras para 8 + até 4 horas extras. Esta alteração
    seria muito importante para se resguardar bom nível de salário aos
    motoristas, bem como viabilizar um resultado razoável a empresa
    transportadora e reduzir o impacto da improdutividade sobre preço do
    frete.
    – Criação de locais de parada. Isso estava aprovado mais foi vetado por nossa Presidente.
     

  18. eu axó que todos estaõ errados porque ninguem falou o que é importante ; esta lei só ajudou as transportadora porque esta lei naõ liga pra quem morre ou naõ morre , governo abriu as pernas de mais danno dinheiro pra todas as instituicaõs agora naõ tem a onde tirar dinheiro mais ai inventa estas leis ,porque sabe que no brasil  tudo anda errado , ai quem ganha com isto e so o governo.;porque transportadora pega a carga e repassa pro autonimo pela metade do presço;e tem mais se eu fosse falar tudo eu ficaria us tres dias dijitando sen parar;isto e so a ponta do fio tem muita coiza pra deszenrolar;eu axo mais bobó e o empregado porque a maiuria das empressa estaõ pagando um salario na carteira e o motorista ressebe outro porque governo fiscalisa augumas coisa e outras passa por cima isto e brasil ;

  19. CHEGA DE ESCRAVIDÃO!Precisamos que a fiscalização do ministério do trabalho faça visita nas
    empresas para proibir o pagamento por comissão e outras safadezas, mas que
    também fiscalize o motorista durante sua jornada, pois somos pressionados
    a manipular o cartão de ponto, imagina, sou acostumado a trabalhar fazendo
    entregas das 5:00hs até 22:00hs, vcs acham que a chefia não fica me
    incomodando, para que eu de um jeitinho?! Pra isso eles utilizam certos
    métodos, como por exemplo: uma comissão sobre quantidade de entregas, etc. Quem
    é do ramo sabe…

    Pessoal chega de:

    Passar vários dias fora de casa e quando finalmente pensa que esta em casa
    acontece o seguinte:

    1- levar caminhão em oficina, levar caminhão pra coleta, levar caminhão pra
    descarga, faz um “FAVOR” aqui outro ali, e quando menos esperamos o
    telefone toca… vamos viajar! Precisamos que os empresários contratem manobras
    para que tenhamos dignidade de realmente folgar e estar em casa.

    Fazer horas extras, não receber em dinheiro e muito menos em folga.

    Que as empresas cumpram o que esta escrito na lei:

    Sanitário adequado, local para alimentação, não nos obrigar a carregar e
    sair imediatamente do pátio da empresa verificando a jornada de trabalho. Temos
    dinheiro, não queremos nada de graça, chega de comer marmitex podre, precisamos
    de local adequado pra alimentar.

    Precisamos que os motorista de muriçoca tenha a cabine LEITO  pra
    descansar, e não aquele sofá cama vagabundo que so causa problemas na coluna,
    só conheço uma empresa que respeita esse item da lei e ela é de Patos de Minas
    MG.

    Engraçado que algumas empresas aproveitando da lei, estipularam seus
    horários pra noite, agora só rodamos a noite. E quando estamos de folga no
    domingo, a partir das 0:00 de domingo pra segunda já estamos habilitado pra
    viajar.

    Precisamos que o M.P.T, P.R.F disponibilizem um número 0800 ou e-mail,
    pra denunciar as empresas, são muitas irregularidades.

    Precisamos de socorro URGENTE, é só ver as
    estatísticas de acidentes envolvendo caminhões.

  20. Senhores DEPUTADOS, vou FALAR COMO PROFISSIONAL, quando vejo a LUTA de 40 anos para REVOGAR o ART. 62 da CLT, que FAZIA QUE NÓS MOTORISTAS NÃO ESTÁVAMOS SUJEITOS A CUMPRIMENTO DE JORNADA DE TRABALHO, seria uma HIPOCRESIA, DIZER QUE NÓS MOTORISTA, FOMOS ESCRAVOS, trabalhando as vezez até 18 horas, não vou citar nome de EMPRESAS, porque tenho ÉTICA, hoje acometido de VARIAS DOENÇAS, pois ao longo dos anos em que trabalhei, nós MOTORISTAS, NUNCA TIVEMOS HORÁRIO PARA REFEIÇÕES, PARA DORMIR, PARA O LAZER COM A FAMÍLIA DE OUTROS FATORES. ATÉ ACHO QUE ESTA LEI DEVE TER ADEQUAÇÕES, PRINCIPALMENTE NA JORNADA DE TRABALHO E DESCANSO, COMO A DO CHILE, COM A JORNADA DE 5 HORAS, ALMOÇO E DESCANSO 2 HORAS, RODA MAIS 5 HORAS, JANTA E DESCANSO 2 HORAS, E PROIBIDO RODAR VEÍCULOS DE CARGA DAS 22 HORAS AS 6 HORAS DA MANHÃ, ou FAZER COMO OS RODOVIÁRIOS, NA PONTE, RODA ATÉ DETERMINADO POSTO E TROCA DE MOTORISTA. CONTAMOS COM ATENÇÃO DE TODOS, E PENSANDO NA SAÚDE DA CATEGORIA e NA CLASSE PATRONAL, QUE TAMBÉM VENHA CEDER E nÂO PENSAR SÓ NO FATOR ECONÔMICO.

  21. PESSOAL E SENHORES DEPUTADOS, MEU CHAMO DIEGO E SOU REPRESENTANTE DOS CAMINHONEIROS DO OESTE DA BAHIA, FUI UM DOS PRINCIPAIS RESPONSAVEIS PELAGREVE NO ULTIMO DIA 25 DE JULHO JUNTO COM O APOIO DO MUBC E DOS COMPANHEIROS DE ESTRADA. NAO ADIANTA NÓS FICARMOS AQUI FALANDO TUDO ISSO QUE NAO VAI ADIANTAR DE NADA. CRIEI UM PROJETO DE LEI QUE JA FOI ENCAMINHADA PARA TODOS OS DEPUTADOS. TRATA DO SEGUINTE. SE QUEREMOS UMA LEI DE PAIS DE PRIMEIRO MUNDO NO BRASIL, VAMOS COPIAR AS LEIS BASICAS DE PAISES DE PRIMEIRO MUNDO.COLOCAR O PESO BRUTO TOTAL LIMITADO PARA 50 TON.SÓ ASSIM CONSEGUIREMOS GARANTIR NOSSO SUSTENTO.NAO ADIANTA BRIGARMOS POR HORAS TRABALHADAS, SE NAO TEMOS FRETES. TEMOS QUE DIMINUIR OS CAMINHOES E AUMENTA OS FRETES, E NAO FICAR COM ESSA IDEIA MALDITA DE COLOCAR MAIS EIXOS OU MAIS UMA CARRETINHA LA NO FUNDO. O VALOR DE FRETE TEM QUE SER TABELADO EM CIMA DO PREÇO DO DIESEL, SE O DIESEL SUBIR, O FRETE SOBE, SE O DIESEL BAIXAR, O FRETE BAIXA. 

  22. é  imposivel  de compri essa lei mesmo voce querendo compri nao da certo e outra coisa aque no brasil nao tem estrutura para isso é imposivel de compri essa lei.  

  23. esse tal de denis devi ser mais um dos milhares brasileiros que nao conhece a realidade de nosso pais o que mata no brasil nao e motorista cansado e falta de rodovias mas concervaçacaminhao  e dia e noite e sol e chuva e se achar que e muito vai procurar uma prefeitura faca me um favor

  24. esses depultados que ficam criando leis para acabar com os profissionais do volante deviam se preocupar com os altos salarios que ganham sem moverem uma palha para melhorar o brasil ja que todo o povo brasileiro trabalha e paga impostos para sustentar a  boa vida dos depultados e das suas familias isto e uma vergonha.

  25. Se o frete aumentar e o MPT fiscalizar os embarcadores com certeza as transportadoras respeitarão.Óleo diesel subiu cerca de 14% desde Janeiro/2013 até Abril/2013,Depreciação passa dos 20% (previstos em lei),Desoneração da folha de pgto é barrado no senado,etc etc etcEnquanto isso o frete caiu cerca de 5% no índice geral desde 2002.Não vejo a possibilidade de trabalhar mais deste jeito. O jeito será vender todos os meus caminhões e virar empregado, ganharei muito mais dinheiro.

  26. Samuel, você está totalmente equivocado e quem não conhece a realidade é você. Talvez por trabalhar muitas horas por dia o senhor não tem tempo pra ler um jornal, fazer uma pesquisa na internet, etc. Então antes de acusar, leia, faça uma pesquisa sobe o assunto e só depois com uma opinião formada em bases solidas critique alguém. Falando em trabalhar muitas horas por dia, como anda vossa saúde? Ainda tem dentes? e a hemorroida?

Deixe um comentário