VWCO Gigantes

eActros 600, caminhão elétrico da Mercedes-Benz, tem estreia mundial

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Modelo pode alcançar mais de 1.000 quilômetros por dia com recargas intermediárias durante pausas dos motoristas

A Mercedes-Benz acaba de apresentar o eActros 600, seu primeiro caminhão pesado elétrico a bateria para longas distâncias, em estreia mundial em evento realizado em Hamburgo, na Alemanha. Com este modelo, a Companhia planeja definir um novo padrão no transporte rodoviário de cargas em termos de tecnologia, sustentabilidade, design e rentabilidade para os operadores de frotas elétricas.

A alta capacidade da bateria de mais de 600 kWh – daí a designação do modelo 600 – e um novo eixo motriz elétrico permitem que esse caminhão atinja uma autonomia de 500 km sem recarga intermediária. Portanto, o eActros 600 será capaz de viajar mais de 1.000 quilômetros por dia graças a recargas intermediárias durante as pausas realizadas por motoristas ao longo das viagens.

Atualmente, cerca de 60% das viagens de longas distâncias de clientes da Mercedes-Benz Trucks na Europa são inferiores a 500 quilômetros, o que significa que a infraestrutura de carga e recarga das baterias no transportador e nos pontos de entrega é suficiente para o novo modelo. Para todas as outras aplicações, a expansão contínua da infraestrutura pública de recarga é vital para tornar o caminhão elétrico viável ao transporte de longa distância em toda a Europa.

Segundo o Estradão, durante o Busworld Europe, o CEO da Daimler, dona da Mercedes-Benz, Till Oberwörder, disse que a Europa tem muito a evoluir em infraestrutura para atender o avanço dos ônibus elétricos. O objetivo era ter a solução pronta até 2030. Ou seja, para cumprir as metas do Acordo Climático de Paris. O protocolo visa reduzir as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa (GEE).

Porém, o CEO da Daimler afirma que ainda não há, na Europa, infraestrutura para receber mis veículos com sistema de propulsão elétrica. De acordo com ele, um dos maiores entraves é a baixa rede de pontos de recarga de veículos elétricos. Bem como postos de abastecimento de hidrogênio.

Cargas de Megawatts

Além da carga CCS de até 400 kW, o eActros 600 também permitirá cargas de Megawatts (MCS). Assim que a tecnologia MCS estiver disponível e for padronizada entre os fabricantes, ela será adaptada às versões do eActros 600, mas os clientes já podem solicitar uma pré-instalação para esse fim. Para se ter uma ideia, as baterias podem ser carregadas de 20 a 80% em cerca de 30 minutos em uma estação adequada com potência de um Megawatt.

O veículo é projetado para um Peso Bruto Total combinado de até 44 toneladas. Com um semirreboque padrão, o eActros 600 tem carga útil de aproximadamente 22 toneladas. Em alguns casos, legislações nacionais podem permitir uma carga útil mais elevada.

Em se tratando de rentabilidade para os frotistas, o eActros 600 pretende estabelecer novos padrões, substituindo, a longo prazo, a maioria dos caminhões a diesel nesse segmento. O objetivo da marca para o transporte elétrico a bateria de longas distâncias é oferecer aos clientes uma solução completa que envolva tecnologia de veículos, consultoria, infraestrutura de carga e serviços.

As vendas do caminhão começam neste ano, com início da produção em série previsto para o final de 2024. Além de cavalos mecânicos, a Mercedes-Benz Trucks também produzirá versões de caminhão rígido do eActros 600, oferecendo aos clientes mais possibilidades de aplicação para o transporte totalmente elétrico. Atualmente, uma frota de cerca de 50 protótipos está sendo produzida, alguns dos quais também serão disponibilizados para testes práticos com clientes.

“O eActros 600 representa a transformação do transporte rodoviário de mercadorias para a neutralidade de CO2 como nenhum outro caminhão com a estrela de três pontas”, afirma Karin Rådström, CEO da Mercedes-Benz Trucks. “Ele caracteriza-se por uma tecnologia de tração elétrica altamente inovadora, que pode oferecer aos nossos clientes uma eficiência energética alta e mais rentabilidade, o que torna a entrada na mobilidade elétrica ainda mais atraente”.

Custos com eletricidade são decisivos para tornar caminhões elétricos rentáveis

A rentabilidade para os operadores de caminhões elétricos em comparação com os de modelos a diesel depende da região de atuação, principalmente levando-se em conta o valor da eletricidade e do diesel. Em países com muita movimentação, como França e Alemanha, o preço baixo da eletricidade em conjunto com um custeamento planejado para caminhões a diesel gera um efeito positivo nos custos operacionais de caminhões elétricos.

O eActros 600, por exemplo, pode ser mais rentável do que um caminhão a diesel para longas distâncias levando-se em conta o período médio de manutenção do veículo (aproximadamente cinco anos) ou após atingir a marca de cerca de 600.000 quilômetros, apesar de seu preço de aquisição ser duas a duas vezes e meia superior ao valor de um caminhão equivalente a diesel. O subsídio do governo para caminhões elétricos e infraestrutura de recarga também é fundamental para o crescimento deste segmento.

Mais de 80% de economia de CO2 em comparação com caminhões a diesel

A pegada de CO2 do eActros 600 dependerá da eletricidade utilizada na operação do veículo. Com o atual mix energético europeu, o eActros 600 consegue uma economia de CO2 de cerca de 40% em comparação com um Actros a diesel. Com energias totalmente renováveis, esse índice pode chegar a mais de 80% ao longo de todo o ciclo de vida do produto, estimado em dez anos, a partir da extração de matérias-primas. Isso corresponde a uma economia de cerca de 370 ou 775 toneladas de CO2. Como resultado, o eActros 600 pode compensar a pegada de CO2 da fabricação de suas baterias no seu segundo ou primeiro ano de operação no transporte de longas distâncias.

Eletromobilidade trará mais oportunidades para frotistas

A eletrificação do transporte rodoviário de longas distâncias mudará o modelo de negócios das empresas do setor e criará oportunidades de vantagem competitiva em vários níveis. Por exemplo, cada vez mais clientes estão atribuindo importância ao transporte neutro em CO2. Os fornecedores que não puderem atender a esse requisito perderão espaço no mercado.

Baterias com tecnologias LFP apresentam longa vida útil

O eActros 600 conta com três baterias, cada uma com 207 kWh. Isso resulta em uma capacidade total instalada de 621 kWh. As baterias têm como base a tecnologia de células de fosfato de ferro-lítio (LFP), que se caracterizam por uma longa vida útil.

Os engenheiros de desenvolvimento da Mercedes-Benz Trucks projetaram o eActros 600 para atender aos mesmos requisitos de durabilidade de um Actros a diesel para longas distâncias. Isso significa até 1,2 milhão de quilômetros em 10 anos de operação. Após esse período de uso, o estado de utilização da bateria ainda deve ser superior a 80%. Além disso, em contraste com outras tecnologias de células de bateria, aproximadamente 95% da capacidade instalada pode ser usada com a tecnologia LFP.

Tecnologia de tração inovadora

A Mercedes-Benz Trucks desenvolveu um novo eixo elétrico de 800 Volts com dois motores elétricos e uma transmissão de quatro velocidades especificamente para uso no transporte pesado de longas distâncias. Os motores elétricos geram uma potência contínua de 400 kW e uma potência máxima de 600 kW, o que garante uma aceleração potente e elevados níveis de conforto e dinâmica de condução.

No eActros 600, a energia elétrica também pode ser recuperada, realimentando as baterias. A recuperação coloca menos pressão nos freios do caminhão, gerando um efeito positivo. Dependendo da situação, o motorista pode escolher entre cinco níveis de recuperação diferentes. A condução com um pedal também pode ser opcionalmente ativada via touchscreen no painel digital – ou seja, desaceleração por meio de recuperação, com acionamento reduzido do freio mecânico.

O eActros 600 também apresenta piloto automático e controle de transmissão preditivo de condução, especialmente ajustado ao sistema de acionamento elétrico. O controle antecipado do trem de força leva em conta a topografia, o percurso da estrada e a sinalização de trânsito, visando um estilo de condução mais eficiente. As informações de rota do sistema de navegação são incluídas para facilitar o reconhecimento da situação na estrada à frente. Isso permite que o motorista evite frenagens, acelerações e trocas de marchas desnecessárias e que explore a energia da bateria da forma mais eficiente possível.

Por meio do Painel Interativo Multimídia 2, item de série no eActros 600, o motorista é continuamente informado sobre o nível de carga das baterias, a autonomia restante, bem como o consumo de energia atual e médio. Pelo Fleetboard, os gestores de frotas podem utilizar soluções digitais para uma gestão eficiente da sua frota. Isso inclui um sistema de gerenciamento de carga desenvolvido individualmente, controle inteligente de todos os processos entre o eActros 600 e a infraestrutura de recarga, bem como um diário de bordo com informações detalhadas sobre os tempos de condução e os dados de consumo. Haverá também uma ferramenta de mapeamento que mostra, em tempo real, onde o veículo está localizado, se está circulando, parado ou carregando, e qual o nível de carga da bateria.

eActros 600: Novo design aerodinâmico

O novo design da cabina do eActros 600 caracteriza-se por uma aerodinâmica eficiente, alcançada por uma grade dianteira de grande dimensão, completamente fechada, um para-choque otimizado e mais facilidade no acesso para o motorista. Defletores de ar laterais, um spoiler adicional no teto e um compartimento fechado do motor complementam as melhorias aerodinâmicas da cabina. Além disso, ela é equipada com placas step de alumínio, um novo conceito de faróis e faixa de luz de LED. A Mercedes-Benz Trucks comercializará a cabina sob o nome “ProCabin”. A aerodinâmica aprimorada é de grande importância, pois a resistência do ar é um dos principais fatores que influenciam no consumo de energia do veículo, que pode ser aproveitada por meio da recuperação.

Com a dianteira em 80 milímetros maior, foi possível alcançar essa forma aerodinâmica da nova cabina. A solução foi desenvolvida a partir de uma infinidade de simulações internas de fluxo de ar, bem como de medições em túnel de vento e na estrada. Isso permitiu que o valor de cW (coeficiente de resistência aerodinâmica) do ProCabin fosse reduzido em 9% na comparação com a cabina do Actros atual a diesel. Esta melhoria aerodinâmica, além de reduzir o consumo de energia do veículo, contribui para a autonomia de 500 quilômetros alcançada pelo eActros 600.

Tomadas de força para implementos e semirreboques refrigerados

A Mercedes-Benz Trucks desenvolveu duas tomadas de força para o eActros 600. A versão eletromecânica possibilita operar implementos hidráulicos ou mecânicos, como basculantes, guindastes ou semirreboques de silo. Outra solução é a tomada de força de energia elétrica DC ou AC. No caso desta última, um inversor converte a corrente contínua da rede de alta tensão em corrente alternada. Isso resulta em soluções para carroçarias ou semirreboques refrigerados. Dependendo da versão, as várias aplicações de tomada de força cobrem uma faixa de potência de 22 a 90 kW, atendendo todas as aplicações comuns do transporte de longas distâncias e de distribuição.

As interfaces industriais já testadas e comprovadas permanecerão disponíveis no eActros 600. As vantagens destas soluções, em comparação com a operação a diesel, envolvem a neutralidade local de CO2, bem como a redução no ruído, relevante para operação em cidades e áreas residenciais. O design compacto dos sistemas ainda permite que o eActros 600 seja utilizado como um cavalo mecânico para semirreboques convencionais, agregando valor para os operadores de transporte que atuam em uma ampla gama de aplicações.

Caminhão silencioso traz mais benefícios para o segmento

O eActros 600 é muito silencioso na estrada, proporcionando benefícios para o motorista e o meio ambiente. Mas para garantir que pedestres ou ciclistas possam notar o caminhão elétrico em seu entorno, ele é equipado com um Sistema de Alerta Acústico de Veículos (AVAS) externo.

Dependendo das condições de condução, os sons são reproduzidos para a frente ou para trás, variando de acordo com a velocidade do veículo e a posição do pedal do acelerador, de modo que uma boa percepção acústica seja possível no trânsito urbano. O espectro sonoro futurista do AVAS no eActros 600 foi concebido com o objetivo de contribuir para uma melhor identificação no tráfego urbano.

Novos marcos para sistemas de segurança

Com o eActros 600, a Mercedes-Benz Trucks avança na sua visão de condução sem acidentes. O conceito de segurança do veículo baseia-se no desenvolvimento de sistemas de segurança testados e comprovados. O ponto central é uma plataforma eletrônica completamente nova que envolve uma fusão de sensores que mesclam dados de radar e câmera para uma visão ainda maior na frente e nas laterais do caminhão, oferecendo processamento de dados 20 vezes maior. O total de seis sensores instalados – quatro radares de curto alcance e um de longo alcance, além de uma câmera multifuncional no para-brisa – cobrem um ângulo de 270 graus ao redor do veículo.

O ângulo de visão ampliado aumenta ainda mais a eficiência dos sistemas de segurança – como por exemplo, o ABA 6 (Assistente Ativo de Frenagem), o Frontguard Assist, o Active Sideguard Assist 2 (Assistente de Ponto Cego) e o Active Drive Assist 3 (ADA 3). Graças ao processamento de dados aprimorado e à ligação em rede de todos os sensores, o motorista ganha tempo para reagir o mais rápido possível às condições de tráfego sempre que necessário e também para evitar acidentes ou mitigar suas consequências.

O ABA 6 permite reagir não apenas ao movimento de pessoas e ciclistas que estejam na mesma faixa, mas também de pedestres parados. Para isso, utiliza a frenagem automática de emergência até uma velocidade de 60 km/h. Além disso, o novo Frontguard Assist pode avisar o motorista, de maneira visual e acústica, sobre veículos na estrada que estejam diretamente na frente do caminhão.

O Active Sideguard Assist 1 monitora o comprimento de toda a combinação do cavalo mecânico+semirreboque, além de mais dois metros para a frente e até um metro para trás, bem como até 3,75 metros para a direita adjacente ao veículo. Já a segunda geração do sistema aumenta o alcance de monitoramento para até sete metros à frente, 30 metros para trás e 4,25 metros para a direita. Além disso, sistema também possui uma nova zona de monitoramento ao lado do motorista.

A extensão do ângulo de visão para a esquerda está associada a um valor agregado significativo com o ADA 3, que permite a condução semi-automatizada. A terceira geração do sistema é capaz de guiar automaticamente o caminhão de volta à sua faixa se houver risco de colisão.

Produção alinhada à sustentabilidade e flexibilidade

O eActros 600 será produzido na linha de montagem existente na maior fábrica de caminhões da Mercedes-Benz Trucks em Wörth am Rhein – em paralelo e de forma flexível, ao lado da produção dos caminhões a diesel. Em Wörth, o veículo também será equipado com os componentes de tração elétrica das fábricas da Mercedes-Benz em Mannheim, Gaggenau e Kassel.

Assim como a unidade de Wörth, os três locais também estão passando por uma transformação de tecnologia diesel para centros de competência de meios de transporte livre de emissões. A fabricação em Wörth ocorre em várias etapas de produção, incluindo o eixo elétrico, as baterias e a caixa frontal, que é um módulo de tecnologia complexo com várias unidades de controle, componentes de alta tensão e um compressor de ar elétrico.

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário