VWCO Meteor da Paixão

EDITORIAL – A quem interessa a paralisação?

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

 

Via Dutra congestionada na greve de 1999



As condições de trabalho do caminhoneiro e do transportador de cargas no Brasil têm se deteriorado ao longo dos anos. Mais horas de trabalho, mais riscos no trânsito, menos segurança contra roubos e furtos, fretes cada vez mais achatados.

Esta situação, por si só, é suficiente para justificar uma greve geral dos caminhoneiros. No entanto, a pauta de reivindicações dos que estão convocando o movimento do próximo dia 25 não trata de melhorias para essa situação.

A volta da carta-frete não vai melhorar a vida do caminhoneiro. É um instrumento ultrapassado de pagamento, uma fonte de exploração do trabalho do motorista. O adiamento do controle da jornada vai trazer benefícios para quem? Não para o caminhoneiro, muito pelo contrário.

Quando o caminhoneiro roda 12, 14 ou 18 horas seguidas, está fazendo sozinho o trabalho de dois ou três funcionários (no caso dos motoristas) e de dois ou três caminhões (no caso dos autônomos e das empresas). Com o excesso de peso acontece o mesmo: quanto mais carga leva um caminhão, comprometendo o pavimento e a segurança da coletividade de viajantes, menos caminhões (e caminhoneiros) terão trabalho.

Com o passar do tempo, se o próprio caminhoneiro passar a exigir respeito à lei da balança e à lei do descanso, ele obrigará os outros envolvidos na operação de transporte (embarcadores, principalmente) a respeitá-lo como profissional e ser humano. E obterá um ganho mais justo.

As novas leis, embora já em vigor, devem ser discutidas – mas não revogadas. O caminhoneiro precisa de lugares seguros, nas estradas, para parar e descansar. Isso não está resolvido, é um problema que exige solução urgente. Outro efeito inevitável das mudanças é que os embarcadores devem ser chamados à responsabilidade. O transportador, seja empresa ou caminhoneiro, não pode arcar sozinho com o custo dos avanços que trarão benefícios à sociedade como um todo.

Sim, categorias profissionais sofridas como a dos caminhoneiros sempre terão bons motivos para protestar contra a situação em que vivem e para reivindicar melhorias. Mas é preciso andar para a frente e não pedir “liberdade” para a manutenção de práticas comerciais do tempo do desbravamento rodoviário do interior do Brasil.

De nossa parte, como publicação voltada para o setor, cabe-nos apresentar todas as visões de todos os problemas que chegam ao nosso conhecimento. Mas não podemos deixar de assumir uma posição clara em favor dos avanços necessários e que já chegam tarde. É o que estamos fazendo.

Truckscontrol
Compartilhar

20 Comentários

  1. O que nós autonomos e estamos reivindicando é o reajuste dos fretes, que  faz 11 anos que nunca mais foi reajustado pelo contrário teve reajuste nos pedágios no óleo disel, até para usar os banheiros dos postos, nós temos custos agora acabaram com a carta frete e criaram os cartões, só que cada vez que agente usa estes cartões é descontado uma taxa de manutenção mais a taxa de Sest/Senat e um monte de imposto, muito ao contrario das especulações que surgem que a nova lei é ótima e deve ser preservada só que nos não podemos arcar com estes custos , é infelizmente só vamos ser ouvidos quando nos todos cruzarmos  os braços.Por favor não precisa divulgar não, pois as verdades nunca serão divulgadas  elas podem contrariar os contras, é muito fácil  implantar uma lei e mandar a conta para os indefessos que somos nós autonomos pagar,que vive lutando para pagar contas não tente confundir as coisas todos nos somos a favor da nova lei!    Obrigado  João

  2. JA PASSOU DA HORA DE DAR UM BASTA A ESSA SITUAÇÃO QUE SOMOS VISTOS COMO BANDIDOS!ANTT E SINDICATOS NAO QUEREM O ENTENDIMENTO DOS CAMINHONEIROS, É SOMENTE UM JOGO DE INTERRESSES, E QUEM PAGA A  CONTA  SOMOS NÓS!! SOU CAMINHONEIRO E APOIO TOTALMENTE A ESSA PARALIZAÇÃO, NÃO ME VENHAM DIZER QUE CAMINHONEIROS NAO APOIAM QUE É MENTIRA!TEMOS QUE BRIGAR POR DIREITOS SIMPLES DE HIGIENE ALIMENTAÇÃO DESCANÇO AREA RESTRITA, QUE DIRA DESSA MEDIDA TOMADA PELA ANTT, QUE QUER SIMPLESMENTE DESTRUIR OS  AUTONOMOS.O GOVERNO INCENTIVA OS AUTONOMOS A TROCAR DE VEICULO AI VEM A ANTT E QUER IMPOR LEIS QUE NOS FAZEM NAO CUMPRIR COM NOSSOS PEQUENOS CARNES DE 120 FOLHAS!SEM CONTAR A AREA RESTRITA AQUI EM SP QUE O SR PREF, GILBERTO KASSAB NOS ENFIOU GUELA A BAIXO, PROIBINDO O NOSSO DIREITO DE IR E VIR PARA TRABALHAR PRA DAR ESPAÇO A CARROS DE PESSOAS QUE VAO AO LASER OU TRABALHO COM SEUS VEICULOS, ISSO É JUSTO?O MELHOR INVESTIMENTO QUE FOI CRIADO PELA PREFEITURA DE SP É A FABRICA DE MULTAS, RODO ANEL VIARIO JACU PESSEGO JA ESTA SATURADO E EM BREVE OS VIADUTOS IRÃO CAIR, GUARDEM BEM ISSO QUE ESTOU POSTANDO  AQUI  ISSO É FATO! SEM CONTAR QUE SOMOS OBRIGADOS A PAGAR PEDAGIO, “””MAIS DIMDIM””””,  POR QUE NAO FAZER AREA DE DESCARGA DE CARRETAS E LIBERA O TOCO E O TRUQUE PARA ENTREGA?   CLARO QUE NAO O NEGOCIO E CRIAR VENDAS PARA OS “VUCS” VEICULOS URBANO DE CARGAS, ALGUEM ESTA GANHANDO COM ISSO!!!GOSTARIA DE POSTAR TUDO O QUE PENSO E SOFRO, MAS SEI QUE O ESPAÇO AQUI É PEQUENO, SO MAIS UM A TEMPO,   POR QUE NAO FAZEM UMA INVESTIGAÇÃO PENTE FINO NOS “””SINDICATOS””””” QUE REPRESENTAM A NOSSA CLASSE, TENHO CERTEZA QUE VÃO ENCONTRAR PELO EM OVO, SO QUE A QUEM INTERESSA ISSO?   AO GOVERNO COM CERTEZA NÃO!UM  ABÇ DE UM HUMILDE CAMINHONEIRO QUE JA ESTA ESGOTADO TRABALHANDO A 23 ANOS SEM TIRAR FERIAS, PQ  TENHO QUE LEVAR O SUSTENTO A MINHA FAMILIA.

  3. Concordo plenamente com vc mas como TAC ( onde esta o meu direito de ir e vir como autonomo é por isso que sou autonomo como a palavra diz)devo esclarecer que deveriam fazer como veiculo rastreado para as 22.00 e inicia as 05.00 e quem é empregado cupra-se a CLT .Não reividicamos o fim da carta frete mas sim condições de trabalho dignas e para os contraventores a cassação de suas carteiras pois dirigir alcoolizado,excesso de peso e com dependencia quimica ja sao crimes previstos no CNT.

  4. No meu ponto de vista greve não resolve nada ? , somos todos prejudicados prejuizo p/ todos e p/ nosso pais, tem. que estes governades, presidentes, senadores, tomar vergonha na cara, e resolver isto sem greve, mas pra eles ta de bom tamanho não falta nada na mesas pra eles. temos que tomar vergonhas na cara e votar em pessoas serias, OU FAZER OUTRO EPITIMA COMO NO COLLOR E TIRAR NEGO NA MARRA LA DENTRO ESTA E MINHA OPINIÃO??????????????????

  5. FRANCISCO HENKE DOS SANTOS on

    O assunto é muito controverso: se por um lado, é absolutamente necessário proteger o profissional, por outro nós estamos perdendo cada vez mais competitividade em um cenário irreversível de globalização e competitividade.Acredito que o caminho seja a implantação gradual, EXIGINDO dos governantes melhorias na infra-estrutura (não só qualidade de estradas, mas também condições de se melhorar as questões relativas à segurança).Governantes só nos escutam quando há uma pressão muito forte. E temos de pressionar para obtermos mudanças nos padrões éticos de nossos governantes!

  6. Nivaldo Baptista on

    Quero dar parabens para revista que tem divulgado  as lutas dos caminhoneiros e também de todos os setores envolvido no transportes de carga no Brasil.Um pais que vai sediar uma copa do mundo e tantos outros eventos que futuramente vão surgir ainda não resolveu seus problemas de infraestrutura rodoviaria fica dificil querer resolver problemas que não interessa .  É fato que o Pais esta um verdadeiro canteiro de obras mas sera que estas obras vai ajudar realmente quem prescisa ou é só mais fachada para tampar sol com peneira.Nós que rodamos por este pais a fora se formos relacionar os problemas que os caminhoneiro enfrenta seria preciso umas 200 paginas,foi vetado pelo governo que as concessionarias tinha que fazer patios de descanço mas isto não interessa a ninguem os empresários do setor dormem em sua casas ou hotéis de luxo enquanto nos caminhoneiros tem que dormir em postos sem segurança ou na beira da estrada por falta de lugar para descanço,nos posto  policial nem pensar parar proximo a eles a primeira coisa que falam aqui não pode dormir procura um lugar apropriado e cade este lugar?Fazer greve talvez melhores momentaniamente para para solucionar de vez vai levar muitos anos.vamos ficar em casa por uma semana só para mostrar a todos  que temos valor e fazemos muita falta.Obrigado pelo espaço

  7. Concordo inteiramente com a visão do escritor. Motorista merece repeito e tem que ser tratado como profissional, afinal tem sua parcela de contribuíção, que não é pequena, para o crescimento do país.  Se eliminarmos o sobrepeso e diminuirmos a jornada de trabalho do motorista, consequentemente precisaremos mais veículos e mais profissionais, mais emprego na cadeia e mais distribuição de renda no país. Mas a conta também tem que ser distribuída. Quando falo de respeito ao profissional, também me refiro a sua dignidade e conforto. Locais decentes e acessíveis  devem ser providenciados para repouso dos mesmos e com muita urgência, mas sem exploração.

  8. Sou representante comercial, e penso que as leis já aprovadas não voltam atrás;Voltar atrás com a carta frete, é o que o MUBC quer, mas foi este movimento que pediu o fim dela, e deram um tiro no próprio pé mostraram ao governo o que estava sendo sonegado e agora todo mundo vai pagar imposto;Vamos ao que interessa a GREVE é justa??? acredito que sim, mas peçam aos orgãos competentes coisas possíveis de se realizar: melhores estradas, pontos de parada para descanso sem pagamento (o posto de combustivel não é obrigado a lhe dar isso sem cobrar nada), facilidades na aquisição de novos veículos, e a retirada dos FNM e Jacarés de circulação, eles fazem baixar o valor do frete, tarifas de pedágio diferenciadas para caminhões, envolvimento do embarcador e desembarcador no cumprimento da lei, (se fico dois dias na fila, preciso recuperar este tempo dirigindo, para gerar o faturamento necessário, tanto para patrões como autonomos);POR FAVOR NÃO INSISTAM EM BAIXAR O PREÇO DO DIESEL, E AUMENTO  DE FRETE;Temos o diesel com o mesmo preço do resto do mundo, o que temos de diferente é o imposto, e o governo não abrirá mão dele;Frete é lei da oferta e da procura, é aí que entra o FNM e o JACARÉ;

  9. Eloy de lazzari on

    Sou a favor de uma paralização passifica sem brigas mas não devemos abrir mão da regulamentação da jornada de trabalho isso precisa que a jornada de trabalho seja regularizada urgente. Obrigado , e parabens a revista carga pessada pelo bom acompanhamento aos motorristas.

  10. ESTOU VENDO QUE 99  % DOS CAMINHONEIROS ESTÃO A FAVOR DE PARAR PORQUE NÃO HÁ MAIS COMO AGUENTAR ESSA SITUAÇÃO QUE SE ENCONTRA O SETOR DE TRANSPORTE .MAS HA UMA MENORIA QUE É SINDICAN QUE ESTA CONTRA OS CAMINHONEIROS  COMO SEMPRE  E NÃO QUEREN A GREVE PORQUE SE NÃO ELES VÃO PERDER A BOQUINHA SINDICAL ELES ACHAN QUE FICAR AO LADO DO CMINHONEIRO NÃO DA LUCRO LA EM BRASILIA TEN DINHEIRO E MOTORISTA NÃO TEN NEN PARA PAGAR AS DIVIDASUM ABRAÇO DO. CAVALHEIRO

  11. A lei do final da carta frete e inconstitucional ela proibe recebimento do frete,a prazo, em cheque ,somente pode receber no cartão; para pagar comisões as empresas administradora de cartão

  12. Mauricio Rotta on

    O governo quer socar as leis goela abaixo mas não faz a parte dele do negócio, ou seja, para o camioneiro parar o governo deve criar áreas de estacioamento confortáveis e seguras, e melhorar as estradas já que pra essa lei funcionar a frota vai ter que dobrar. As montadoras agradecem…

  13. Vejo que a lei está chegou para mudar as atitudes erradas de muitos profissionais de ambas as partes (empregado e empregador)_O empregador agora tem que remunerar melhor seu(s)profissional e até mesmo contratar outro profissional – O empregado agora tem descanso que antes não tinha,pois tinha que fazer render sua horas ao volante, para em seguida carregar de novo(hoje não pode mais)O frete tem que melhorar e muito…para os governantes do País olhar para nós somente com paralisação em massa..todos tem que se mobilizar, e todos tem fazer sua parte!Lutar por melhorias fundamentais para o setor de transporte dessa País!Segurança; área de descanso ; Valorização do frete; Redução de valor do Pedágio ;Melhorais das Rodovias;Somente assim com determinação(irmão da estrada)teremos Valorização do nosso trabalho!

  14. josinaldo c. mendonça on

    Concordo com o editor, mas entendo que a classe não tem como aceitar as novas normas instantaneamente. pois é uma questão de cultura. eu acho que a nova lei é boa pra todo mundo, porem tambem sei que não estamos preparados para absover tão rapido. repito que li muito sobre o caso, e como caminhoneiro, dou meu voto de confiânça.

  15. Talvez so com um movimento organizado os caminhoneiros poderão mostrar sua força e importancia, afinal são estes profissionais que transportam tudo aquilo que precisamos no nosso dia a dia. Decisões são tomadas todo dia, taxas são criadas, leis estabelecidas… mas esperem algum caminhoneiro foi ouvido quanto ao horários, ou problemas por eles enfrentados??? Alguem sabe de alguma pesquisa ? Estabelecem um horário ( tudo bem ja passava da hora ) mas onde vão estacionar tantos veículos ??? E as estradas no inicio da jornada ? E o risco com tanto movimento, motos , onibus, carros e os caminhões que estavam cumprindo um período de descanso, tudo junto misturado ?  Governantes ??? Sera que algum deles já entrou dentro de um caminhão pelo menos ??? Estabelecer leis é facil, criar taxas mais ainda, agora analisar os benefícios e consequecias delas… eis o ponto critico.A Industria libera uma carga e determina seu prazo de entrega… o caminhoneiro por sua vez responsavel pelo financiamento do seu veículo, sustento da sua familia e mais os impostos que vão chegar com o fim do mês se sacrifica para cumprir esta ardua jornada.  Ah muito o que se pensar antes de impor mudanças… que elas venham , mas para todos sem sacrificar este ou aquele !Parabéns a Revista que colocou tão claramente se popnto de vista e sabe ouvir os demais.Sou filha, sou irmã, sou cunhada e sou casada com caminhoneiro ! Tmbém temos consciência da sua realidade. Obrigada

  16. A classe ainda não esta preparada para enfrentar estas mudanças tão drásticas que em nada beneficiam ao trabalhador. Claro que é necessario descanso mas 8 horas seria o ideal. Imagine um colega com prestação alta para pagar,despesas com manutenção e lógico familia para manter, fazendo uma ou duas viagens por semana?Em nossa região pequenos empresários  estão vendendo seus caminhões  pois não terão condições de manter seus funcionários, devido as novas leis.  

  17. até agora só ouvi falar em regulamentção da profissão mas não falam de salários ,baixando as horas trabalhadas baixam as comissões e ai o salárioa cai muito como fica isso.

Deixe um comentário