VWCO Gigantes

Euro 6 não vai gerar compra antecipada, diz Scania

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

Atual cenário é bem diferente do de 2012, quando havia incertezas em relação ao diesel S10 e ao Arla 32

Ao contrário do que ocorreu na transição dos motores Euro 3 para Euro 5, em 2012, a Scania não espera uma antecipação de compras neste ano em virtude da entrada em vigor dos Euro 6 a partir de janeiro de 2023. “Não começou ainda (antecipação de compras) e acredito que isso não vai acontecer, pelo menos não na proporção que foi da transição do Euro 3 para Euro 5 (em 2012)”, afirma o diretor de Vendas de Soluções de Transporte da montadora, Alex Nucci.

Segundo ele, na mudança para o Euro 5, havia muitas incertezas porque, além da nova motorização, entraria no mercado um novo diesel, o S10, e seria introduzido o Arla 32, componente de ureia usado para diminuir a emissão de gases. “Era todo muito novo. O mercado ficou um pouco assustado e acabou comprando antecipadamente um volume grande”, declara.

Agora, embora a tecnologia dos motores irá mudar “expressivamente”, não há outras novidades. “Então, a pré-compra deve acontecer numa proporção infinitamente menor do que aconteceu”, alega.

A estimativa é que os veículos Euro 6 custem em torno de 20% mais caros, um aumento de preço semelhante ao da virada para o Euro 5. “Por mais que haja aumento de custo por um lado, por outro haverá uma compensação porque os caminhões vêm com um nível de economia bem superior ao que temos hoje”, explica.

O diretor estima que a economia de combustível pode chegar a 8% ou “até um pouco mais”. Por isso, ele garante que a diferença de preço será compensada durante a vida útil do veículo.

No vídeo abaixo, além de tratar do Euro 6, Nucci fala sobre a retomada de 100% da produção da Scania em setembro, e também dos caminhões a gás.

Leia mais.

Truckscontrol
Compartilhar

Deixe um comentário