VWCO Meteor da Paixão

IPI do caminhão continuará zero em 2013

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

De todos os produtos cuja fabricação recebeu incentivos fiscais do governo federal em 2012, somente os caminhões continuarão com Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) zerado durante todo o ano que vem. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (19) pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

O objetivo é tentar recuperar o mercado que acumula uma retração de 19,57% em relação ao ano passado, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Na primeira quinzena de dezembro, as vendas cresceram 9% na comparação com o mesmo período de novembro. Mesmo assim, no acumulado do ano, a diferença é bem grande. A 15 dias do fechamento do ano, haviam sido vendidos 132.468 caminhões contra 164.706 do mesmo período de 2011.

O governo também manterá juros baixos para financiamento de caminhões com recursos do BNDES. Hoje, as taxas do Finame PSI e do Procaminhoneiro estão em 2,5% ao ano, as mais baixas da história. Em janeiro passarão para 3% ao ano e, em julho, para 4% ao ano.

Segundo pacote divulgado ontem por Mantega, os automóveis 1.0, que hoje também têm IPI zero, serão taxados em 2% a partir de janeiro, 3,5% a partir de abril, e 7% a partir de julho. Já os utilitários, cujo IPI está em 1%, serão taxados em 2%, 3% e 8% a partir dos mesmos prazos.

Eletrodomésticos da linha branca e móveis também voltarão a ser taxados por IPI no ano que vem, de forma gradual.

nelson ford

Truckscontrol
Compartilhar

8 Comentários

  1. bem isto é muito bom, porém teria que ser zero imposto para o caminhoneiro autonomo, ai nós conseguiriamos renovar nossa frota, e o governo tem que pegar o nosso caminhão antigo pelo que ele vale

  2. Olha pode ter IPI zero juros baixos,mas se não tiver frete não adianta de nada,enquanto existir atravessadores e exploradores de caminhoneiros isto nunca vai acabar,os melhores fretes e serviços estão na mãos dos próprios gerentes e diretores de empresas ligadas ao setor,para isto acabar uma sugestão, as empresas de transportes só poderia ser abertas com um numero minimo de caminhões como nas empresas de onibus  ou estipulado pelo governo e cada caminhoneiro deveria ter somente um caminhão em seu CPF com toda documentação rigorosamente em dia,não esta tão dificil assim regulamentar fizeram com os taxis e outros porque não com os caminhões autônomos,só assim iria  melhorar o setor.DE SONHO TAMBÉM SE VIVE.

  3. Acho tremendo absurdo,falta incentivos pra que se renove a frota,tanto de caminhões,quanto automóveis,pois sou representante comercial,não uso carro para lazer e sim para o trabalho.Nunca existiu politicos interessados em resolver problemas de quem prescisa do veiculo para o trabalho,somente estão interessados nos royaltes do petróleo.Desisto de ser eleitor,espero que os nossos jovens, consigam mudar esta doença cronica.REFORMA FISCAL JÁ.

  4. Bom dia a todos, isso nunca vai mudar hoje o autonomo vai até o banco fazer qualquer tipo de financiamento sempre tem uma disculpa na ponta da lingua, resumindo nunca aprova nada, ai vai um empresario rico que nao precisa de financiar nada ai o banco libera o financiamento para comprar varios caminhoes 100%. assim é o brasil gente quem tem dinheiro é o cara quem nao tem continua não tendo.

Deixe um comentário