VWCO Meteor da Paixão

Motorista tem de cuidar da contabilidade

Pinterest LinkedIn Tumblr +
Consorcio-Fenatran2024

tabela-do-imposto-de-renda-exercicio-2011

O contador do Sindicam-PR, João Cláudio Tortelli, adverte que os autônomos que ainda não cuidam direito de sua contabilidade não terão mais como fugir desta tarefa com a nova lei. Em compensação, deverá ficar mais fácil o controle para aqueles que trabalharem com cartões, pois as administradoras serão obrigadas a fornecer relatórios dos fretes realizados.

Mesmo assim, todo autônomo tem de guardar numa pasta todos os conhecimentos de frete que recebe. Isso será importante para controlar o recolhimento do INSS mensal e para fazer a declaração do Imposto de Renda.

O contador ressalta que, para o INSS, 20% do valor bruto do frete são considerados mão de obra. É sobre essa quantia que o imposto incide. O autônomo recolhe 11% sobre 20%. O valor já vem descontado no frete. E o contratante também deve fazer sua contribuição para a aposentadoria do motorista, recolhendo 20% da parte considerada mão de obra do frete.

Por exemplo, num frete de R$ 1.000, considera-se que R$ 200 dizem respeito à mão de obra. Então, o contratante já vai pagar o autônomo com o desconto de 11%, ou seja, R$ 22. E a empresa vai contribuir com R$ 40. “Aconselhamos o autônomo a ir pelo menos uma vez a uma agência do INSS para verificar se as empresas estão realmente pagando esses valores”, afirma.

De acordo com o contador, se o contratante não pagar ao INSS, o motorista terá dor de cabeça na hora de se aposentar. “Terá de comprovar tudo o que deveria ter sido depositado em seu nome para o INSS poder buscar esses valores das empresas”, salienta.

A MAIS – Tortelli afirma que muitos caminhoneiros pagam mais INSS do que deveriam, porque não controlam o recolhimento. “A contribuição máxima mensal não deve ultrapassar R$ 406,09, que são 11% do teto da aposentadoria, de R$ 3.691,74”, explica.

Se pagar mais que os R$ 406,09 por mês, essa sobra não irá beneficiá-lo no futuro. Vamos imaginar um faturamento bruto mensal de R$ 25.000. Pelo critério do INSS, R$ 5.000 são mão de obra. Mas 11% de R$ 5.000 são R$ 550. Como esse valor ultrapassa os R$ 406,09, basta recolher este último valor e poupar a diferença de R$ 144.

A dica do contador é que, a cada mês, depois de ultrapassar R$ 406,09, o motorista mostre para os próximos contratantes que já atingiu o teto e peça que não façam mais descontos.

Da mesma forma, existe a retenção mínima: R$ 59,95 sobre um salário mínimo. Se recolher menos que isso, o mês será desconsiderado.

IMPOSTO DE RENDA – A sistemática de cobrança de imposto de renda para o autônomo é bem diferente. A Receita Federal considera como ganho 40% do valor do frete. E tem contratante que desconta o imposto em cada operação, enquanto outros deixam para o caminhoneiro fazer isso somente no ato da declaração, no início do ano seguinte.

Na tabela atual, o IR começa a incidir sobre a remuneração acima de R$ 1.566,61 mensais. Ou seja, sobre qualquer frete de valor bruto igual ou acima de R$ 3.916,55 já incide IR. A alíquota mínima é de 7,5% e vai subindo conforme o valor do frete até 27,5% (ver tabela). O caminhoneiro que não tem desconto nas operações deve ter cuidado redobrado para, quando chegar abril e for fazer a declaração, não receber uma mordida fatal do leão.

O autônomo Jozinaldo: todos os conhecimentos guardados, para declarar o imposto de renda

O autônomo Jozinaldo: todos os conhecimentos guardados, para declarar o imposto de renda

Um motorista que gosta de cuidar das suas contas é Jozinaldo João da Silva, 41 anos, de São Paulo, agregado da Rápido 900. Ele costuma receber em cheque – 50% como adiantamento e 50% de saldo. Os impostos são descontados no saldo. Jozinaldo guarda todos os conhecimentos numa pasta, em casa. No começo do ano, leva para o contador fazer a declaração do Imposto de Renda.

 

Ele deu um exemplo de um frete que realizou no final de novembro. Valor bruto: R$ 6.178,68. O desconto do IR foi de R$ 370,72 (alíquota de 15%), e do INSS, R$ 111,20. A vantagem dele é que a própria transportadora controla os valores do INSS para que não extrapolem o teto de R$ 406,09 dentro do mês.

 

Fala, caminhoneiro

“Sempre trabalhei com carta-frete, sempre troquei a carta-frete em postos que cobravam o preço à vista do combustível. Quando algum queria cobrar mais, eu tinha a opção de não abastecer. Sou a favor da carta-frete. O motorista é que deve selecionar e abastecer em postos honestos.”   Edemir Ricardo Eidam, Campo Largo (PR)

“Eu acho positivo o fim da carta-frete, pois possibilita a identificação de algum motorista que usa outro CNPJ para sonegar impostos.” Leonardo José Comin Ferreira Gonçalves, Santa Rita do Passa Quatro (SP)

Truckscontrol
Compartilhar

33 Comentários

  1. JEAN CARLOS OLIVEIRA on

    Quando é que vão fiscalizar a oscilação de frete que existe no nosso mercado? Se temos pátua p/ pagar impostos porque não temos p/ frete também?

  2. Se o governo busca através das leis poder receber seus impostos,também é justo que os irmãos da estrada(caminhoneiros )também tenham através da justiça seus direitos,como aumento o justo do frete,reduzação de impostos,estrada boas e com segurança, e outras .

  3. sou caminhoneiro a vinte e nove anos,trabalho somente no estado do rio grande do sul,nunca imaginei que um dia eu ia ver falar em mudanças no transporte,em vinte nove anos vivendo do transportes de cargas,teve dono de transportadora que trocou de nome umas quantas vezes,por estar devendo muito para os seus cumpres os POSTOS DE COMPUSTiVEIS,estes são os verdadeiros donos da carta frete,porque as ditas transportadoras compravam uma maquina de escrever e no mesmo tempo compravam o diretor de uma determinada empresa e levantava o porta mala de um carro e sai manifestando,e nos caminhoneiro felizes com a nova transportadora,depois de carregado o dono posto fazia um charme todo especial para trocar a ordem da nova transportadora, assim ele podia cobrar um pouquinho mais do diesel estava fazendo um favor paro o caminhoneiro.        

  4. sou caminhoneiro a vinte e nove anos,trabalho somente no estado do rio grande do sul,nunca imaginei que um dia eu ia ver falar em mudanças no transporte,nestes anos que passaram vivendo do transportes,eu posso dizer que vi de tudo,e si DEUS quiser quero ver muito MAIS,sou a favor do certo,desde que seja para todos,e não só para meia duzia,pra começar os fretes estão tao humilhantes, caminhão de autônomos não sobra nem sonhando o que diz a lei tributaria,o tal de 40 por cento de lucro,tem que ter uma revisão imediata neste calculo feito pelo governo,nossos motorista autônomos estão muito acomodados,se conformam com tudo, não precisamos trancar as estradas, para os nossos governantes ver que estamos trabalhando muito mal,temos que procurar os sindicatos dos autônomos,o movimento união brasil caminhoneiro,pedir ajuda urgente,eles tem como chegar nos gabinetes das autoridades,logo porque a doença esta em estado avançado,pra finalizar eu não aceito não me conformo passar numa praça de pedágio com os pneus do meu caminhão um meio metro do chão e pagar como ele estivesse carregado, vocês acham isto justo,  

  5. AMARILDO JOSEAN DALLAGNOL on

    TRABALHO NO SETOR DE TRANSPORTE A MUITOS ANOS, SO VEJO PROMESAS, FAZER AS COISAS PELA CLASSE QUE MAIS TRABALHA E SOFRE NO PAIS NAO VI AINDA. EU NAO ACREDITO QUE AS MUDANÇAS SEJAM FEITAS PARA AJUDAR O TRANSPORTADOR MAS SIM PARA AJUDAR ALGUNS PROPRIETARIOS DE CARTOES DE CREDITO A GANHAR MAIS COM ISSO. O TRANSPORTADOR SEMPRE PAGA POR TUDO, NADA VEM DE GRAÇA, TUDO E HISTORIA. EU NAO ACREDITO MAIS EM NADA NESTE PAIS, ONDE SO TEMOS CORUPTOS, ONDE MILHOES SOMEM SEM EXPLICAÇAO. NA MINHA OPINIAO O FRETE TINHA QUESER PAGO EM DINHEIRO OU CHEQUE E AS AUTORIDADES DO SETOR TINHAO QUE SE PREOCUPAR EM FAZER UMA TABELA DE FRETE ATRAVES DO PREÇO POR KM RODADO E FOSSE FISCALIZADO COMO FAZEM COM OS IMPOSTOS DO GOVERNO. HOJE O CUSTO POR KM RODADO E MAIOR DO QUE RECEBEMOS PELO FRETE.

  6. Para ferer com o autonomo e com as pequenas transportadora tem um monte de pretendendes, grandes grupos, agora,para ajudar, nada.A nova lei enquadra o ETC com até veiculos como ASSIM? Como fica se a ANTT aceita registro como juridica e re-gistra como tal? No recebimento do frete, novo sistema vai haver desconto da previdencia até o limite é automatico,de que maneira a cobrança em duplicidade?Vamos rever coisas que está sendo publicadas incorretas.Em todos os comentarios sobre carta-frete na  INTERNET são contra, mas do outro lado da questão não são publicadasO que a ANTT QUER É ELIMINAR O PEQUENO ETC, está na cara.Vamos se respeitar. Se o problema é evazão de impostos, porque não usar o sistema como fazer c/folha de pagamento, no final de cada anoinformar o rendimento a RF  de cada TAC,  as informações são eletronicas e confiaveis.Mas não é esta a razão, a razão é mesmo acabar com o ETC ATÉ 3 VEICULOS, este que presta serviço como o clien-te mereçe e preza, isto preocupa o grande.Famos pensar diferente, se o problema é a sonegação, o exemplo é a informação dos rendimentos, o TAC NÃO DE-CLARA?  É problema dele, fica sem comprovar renda. Tudo se fecha.Pensem e reflitam, qual o segmento da area que querem atingir?Mas vai ter maneira de reverter isto tudo, assim acredito na lei bem aplicada, não esta que está se apresentando.Se fosse devidamente correta não haveria estas prorogações que foram feitas.Que as autoridades competentes deem atenção ao Sindicato des Transportadores de Cargas do RS e do MS-MT que pelo menos até o momento os unicos tiveram a ouzadia de questionar e entrar com uma liminar contra proí-bição da carta-frete, volto a frizar, não é a carta-frete que querem,é tirar o mercado o ETC PEQUENO. Estes inco-modam os que não tem qualidade em serviço.NOVAMENTE, O PROBLEMA É EVAZÃO DE IMPOSTOS? NO FINAL NO ANO SOMENTE FORNECEROS RENDIMENTO PAGO E A RF SE ENCARREGA DE TUDO, não e asim?   

  7. Não é possível acreditar que há autônomos que sejam a favor da carta frete. Não é aceitável receber um papel sem valor monetário por um serviço prestado, isso não existe em lugar nenhum no mundo, o pagamento tem que ser realizado de forma formal onde as duas partes prestam contas do que estão pagando e do que estão recebendo, esse resolução vem contra a sonegação fiscal e impõe uma formalização do setor.Cabe as autoridades a fiscalização para não haver abuso por parte dos postos e dos transportadores, bem vindo o fim da carta frete que da maior liberdade de escolha para o transportador, legaliza o seu ganho e impulsiona a troca dos veículos por caminhões mais novos e em consequência menos poluentes. Ha de termos em um futuro próximo uma fiscalização pesado sobre o peso dos caminhões, com penalidades para quem transporta e para aquele que permitiu o carregamento acima do peso, somente assim vamos parar de aumentar o valor do frete no peso e não o valor real.

  8. AI GALERA DA ESTRADA VEM MAIS BOBA AÍ  !  O GOVERNO JA  PENSA EM  COLOCAR PEDAGIO URBANO  OLHAI O TRANSPORTE  DE CARGA ENCRENCADO MAIS UMA VEZ .  TEM QUE PARAR GERAL  FALTANDO TUDO NA PARTILEIRAS QUERO VER OQUE ESSE GOVERNANTES VÃO FAZER !

  9. PS: quando se falou do final da carta-frete, foi imaginado pela maoria dos autônomos que eles poderia receber por cheques ou dinheiro como todos trabalhadores autonomos, encanadores, eletricistas, advogados e demais prestadores de serviço. saimos da “escravidão” da carta-frete e entramos ditadura do cartão. quero receber pelo meu trabalho que é sim uma prestação de serviço,  por todas maneiras possiveis, sem proibição, assim como todo trabalhador Brasileiro. não quero  ser vitima do Lobby das operadoras de cartões.

  10. a Primeira safra sem carta-frete tambem será a primeira safra sem Autônomo TCA. há transportadoras do Mato grosso que não carregarão autônomos devido a burocracia de pagar por cartão e terem que manter capital de giro. sendo assim, eles preferirão contratar ETC com mais de 4 caminhões que continuarão recebendo via carta-frete.

  11. porque que as operadora de cartao quer que nós pague o frete a vista, e para os posto eles paga com 10 dias, e outra coisa oleo diesel é mais caro no cartao, alguem pode resolver isso, porque na realidade vai trocar 6 por 6 duzia  o governo esta vendo só o lado dele, porque não podemos pagar em cheque nominal, para que o motorista troca no posto que ele quizer, ou deposita na conta dele e pague o oleo diesel a vista?

  12. Agora sin vi vantagen de toda a nossa luta la en Brasilia dia 27/4/2010 nosenado federal Petronio Portela na prezensa do EXmo. senador Paulo Pain e mais de 600 caminhoneiros autonomo E mais de 100 sindicatos que reprezentam os transportadores ficamos 3 dias la mas valeo a pena lutar contra a carta frete  pois era um absurdo pagar juros do freteque estava ja devazado e ainda ter que tirar mais uma fatia na hora de abastecer e ter que levar balde de oleo lubrificante e  filtro etc na cabine para completar os 40% que era obrigado gastar se un adiantamento de 5,000,00 tinha que gastar 2,000,00 para que o posto trocase a maldita carta frete que deveria ter outro nome ( carta suga ) nos nao vamos se acovardar diante das injustiças e da pressao dos poderosos isto para nos e un desafio quero ver transportar safras e mais cargas en todo o brasil sen os proficioal  que pilotan os caminhoens nessas estradas se nao e cheia de buracos e cheia de pedgio sen contar os ladroens  que se aproveitam da impunidade quando sao presos pagan uma fiança irisoria e vao responder en liberdade e continuar assaltando Obrigado a todos

  13. sou caminhoneiro a 40 anos, estou revoltado com essa lei, não somos respeitados nem mesmo na hora de receber o pagamento fruto do nosso trabalho, o qual está totalmente defasado e cada hora cria-se uma lei para tirar nosso dinheiro, JÁ PASSOU DA HORA DE NOS UNIRMOS E MOSTRAR QUE O PROGRESSO DO PAÍS É MOVIDO A CAMINHÕES, VAMOS ACABAR COM PROIBIÇÕES ABSURDAS, LEIS QUE SÓ NOS PREJUDICA E NADA NOS TRAZ DE BENEFÍCIOS.

  14.  Pela primeira vez uma lei vem beneficiar o transpotador e transportadora  honesta.Cabe a nós tac fiscalizar,denunciar e nunca cair na armadilha da contravenção a que nos tenta expor estas transportadoras vigaristas.Qual o telefone para denuncias?Voces sabem!

  15. EU ESTOU DECEPCIONADO COM OS GOVERNANTES DESSE PAÍS, PRINCIPALMENTE COM O LULA E A PRESIDENTA DILMA, QUE SE DIZEM A FAVOR DA IGUALDADE, MAIS ACHO QUE ELA POUCO FAZ PELA CLASSE MAIS FRACA, PROVA DISSO É A NOSSA CLASSE DE CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS QUE ESTÁ ESTAGNADA, FALIDA, SENDO ENGOLIDA PELAS GRANDES TRANSPORTADORAS, ESTAMOS SEM CONDIÇÕES DE TRABALHAR, DE DAR O SUSTENTO DIGNO PRA NOSSAS FAMÍLIAS, AS GRANDES EMPRESAS   PEGAM TUDO E QUEREM NOS REPASSAR O MESMO FRETE A PREÇO DE BANANA, E PELO QUE EU VEJO DAQUI UNS DIAS NÃO VAI TER MAIS AUTÔNOMO RODANDO PQ DO PREÇO QUE ESTÁ O FRETE NÃO TEM MAIS CONDIÇÕES DE TRABALHAR. 

  16. Prezados,Tenho um tio que e motorista carreteiro, aposentado por invalidez. No entanto continua trabalhando como motorista autônomo. Como recebe o beneficio da aposentadoria, ao apresentar-se nas empresas para carregar toma o cuidade que saber se e realizado o desconto do INSS para não correr o risco de perder o beneficio já concedido há 3 anos.  O caminhão e em nome dele, mas como tem um amigo que tem um pequena empresa de transportes usa o nome dessa empresa para fazer os fretes. Pergunto: com a implantação dos cartoes eletrônicos de frete como meu tio fará para continuar trabalhando sem perder o beneficio da aposentadoria?

  17. Infelizmente isso vai gerar custo para nos motoristas e autonomos, assim como pedagios, que por lei as transportadoras pagam para o transportador, 99% as transportadoras  paga o pedagio embutido no frete, isso significa que nos transportador é que pagamos o pedagio. lamentavel isso.

  18.  Se o pessoal dirigente da ANTT   fizeren urgente o que prometeran en Curitiba na reuniao que teve recen essa turma vai ter problemaE nao vai ser pouca coiza só por nao querer pagar o frete a vista estao impedindo os autonomo de trabalhar porque asin da para Sonegar avontade governo nen um vai conseguir controlar coiza nenhuma

  19. sou autonomo a 13 anos e gostaria de expor um ponto de vista novo para alguns que acham que a Carta-Frete eletrônica vem para nos prejudicar ou beneficiar bancos entre outras entidades juridicas.o governo de uma forma ou outra ja tirava sua taxa com a CF convencional, como?por impostos submetidos à contratantes, consignatarios, e postos de pedágio.como a contratante tentava suprir os gastos de impostos?gerando impostos ao contratado, obrigando o mesmo a abastecer e um posto conveniado a contratante, onde paga um vlaor ABSURDO, ABSURDO no disel, para poder trocar sua carta frete em algum dinheiro, que nem sempre vem a valor acessivel, pois em postos acabam pagando com chques, que acabam ate mesmo sendo de terceiros.agora me diga um cheque de uma cooperativa do RS o autonomo vai para SP e vai trocar este cheque como? este é só um exemplo deste tipo de negociação falha que existe neste meio.quem vai sair ganhando com esse processo de CF-E, os bancos, pelas taxas de transação(em caso de alguns gestores que são pré-vinculados a bancos) ou caso a contratante ou consignatario arque com a todo o procedimento bancario fornecendo uma conta propria para fazer o procedimento de pagamento(que é possivel com algum gestora de CF-E), as gestoras de pagamento, por oferecer um sistema organizacional e poupar tempo tanto da contratante quanto do autonomo.a contratante por oferecer serviço confiavel e declarado ao autonomo, facilitando pagamento e a burocracia(embora seje nova e precise de aceitação e adaptação gradativa em relação ao sistema).nós motoristas autonomos, acho que somos o grande ponto da situação, nós que vamos dar palpite em gestoras de pagamento, cada uma com sua exclusividade ao autonomo, nós que vamos dizer se está bom ou errado, para contratante(lembrando que eh um processo gradativo), seremos livres de convenios dos postos com valores abusivos sobre o disel, trazendo liberdade para o motorista abastecer em qualquer posto que ache acessivel, pois teremos um cartão com bandeiras nacionais, podemos abastecer em qualqr posto credenciado pelas bandeiras visa mastercard aura etc, além de trazer uma conta no nome do condutor facilitando financiamentos e aberturas de cadastros, pela movimentação declarada do caminhoneiro em um banco.ai depende da contratante aplicar o sistema que tras mais beneficios para eles e o motorista.como cartoes, disponibilidade de serviços, suporte, essas coisas de ajuda ao caminhoneiro.a parte ruim que vejo nesse processo(que é uma lei nova, não terá como escapar), é que a aceitação ainda está sendo divergida entre varios condutores, o que só vai tornar mais dificil as melhorias eficientes a curto tempo de uso dos sistemas. Enquanto houver este ponto de vista, de negação, só vai tardar as melhorias para cada entidade, até o ponto que seje necessário fazer uma mudança radical para se adaptar e acabe trazendo problemas inimaginaveis para transporte que movimenta nosso pais… espero ter ajudado com alguma informação, pois demorei pra entender estes processos.

  20. José Angelo Faria on

     Sou autonomo e nos unimos na nossa região, nos preparamos para cumprir a resolução 3658/11 constituimos uma cooperativa de transporte para fortalecer o autonomo mas cada vez que o governo adia a fiscalização perde credibilidade quanto a funcionalidade da referida resolução, é uma forma de que quem não interessa pela funcionalidade não se prepare para respeitar a referida resolução coisa que muitos querem que aconteça. Quando o autonomo entender que respeitar a resolução é para o proprio beneficio e começar a ajudar o governo a fiscalizar e cobrar  das  empresas de transporte  essa obrigação aí sim teremos melhorias para a classe de autonomos, nada é feito da noite para o dia e essa é a semente que o governo plantou com a ANTT a varios anos e o minimo que nós podemos fazer é ajudar a  cultivar pois no futuro quem vai colher e a nossa classe que terá muitos beneficios e será respeitada, coisa que não acontece hoje.  Não existe fiscal melhor para o governo do que o proprio povo, e se não ajudar-mos vai ser dificil o governo conseguir por essa razão diga não a carta frete. E não é só CF-E pode ser deposito em conta o CIOT é gratuito para as empresas. Diga não a carta frete, diga não a sonegação, sonegar é bom só para uma minoria e nós somos maioria. Como disse BILL GATES “O povo não deve ser pobre e eu não me incomodo que sejam todos ricos”

  21. Sérgio Ricardo A Diniz on

    Boa noite. Estou indignado com esta nova LEI que obriga o autônomo receber por meio de pagamento eletrônico via cartão ou depósito em conta. Tenho um cavalo e uma carreta emplacada em meu CPF com o ANTT devidamente regularizado, mas no entanto, a empresas não querem mais carregar o meu veículo, pois, dizem que preciso transferir o veículo para o nome de uma empresa com CNPJ ou fazer um contrato de arrendamento (aluguel), ou seja, não consigo mais trabalhar para pagar minhas contas e alimentar. O que foi que o governo aprontou? Conseguiu novamente beneficiar os grandões e arrebentar nossa classe proletária!!!Até quando meu DEUS vamos resistir?É preciso informar URGENTE ao Ministro dos Transportes o que está sendo imposto pelas transportadoras e empresas à nós autônomos e pedir providência para que nossa classe não sucumba diante dessa armação.RESISTÊNCIA, DIVULGAÇÃO E SABER VOTAR SÃO BONS MEIOS PARA QUALQUER MUDANÇA.Atenciosamente, Sérgio Ricardo 

  22. isso e uma vergonha , ha quase 100.000 vagas de emprego para motorista no brasil , trabalhei 6 anos ganhando comissao ,em novembro do ano passado realizei um sonho que tinha desde criança ter meu caminhao, comprei  um mercedes 74 , e agora ja nao bastava ter pedagio, que nos rouba de km em km , nao podemos trabalhar dignamente mas na grande sp, agora essa lei , o que esta acontecento ? nao basta ter antt ,tac se vc nao tiver tranportadora  no nome nao te dao o frete e ai pergunto vou ter que vender meu sonho e trabalhar de empregado de novo, e essa nova lei de andar 4 horas e para para descansar 30 min quem vai fiscalizar aquele guarda rodoviario que com 10 reais nao lhe multa por infraçoes gravissimas , é  meus amigos estamos lançados  a sorte.

  23. Sidnei Cesar Liebl on

    Bom Dia!Ótimo essa nova resolução só que, minha indagação é:No caso do depósito em conta do motorista, se a empresa não paga o frete, (aconteceu comigo) reclamamos onde?Fiz o frete, gastei em combustível, pedágio, terei que pagar imposto de renda sobre ele e não apareceu o depósito em minha conta, faço o que?Espero resposta.Att.Sidnei Cesar Liebl

  24. Sr. Sidnei. Lamentável vossa situação por duas vezes. A primeira é em entender “otima” a lei do cartão frete, pois só o que resultou foi mudar o bolso do “explorador” do autonômo, antes o posto de combustível, hoje, o posto a administradora e, claro, um banco por trás disso. Infelizmente ainda não vislumbraram o quanto essa alteração da lei é prejudicial ao autônomo , o que não qeur dizer que a carta frete é viável, entendo, porem, que a situação atual é ainda pior. Espero que supere as exigências das empresas em não  mais contratar o autônomo, ficou muito mais caro do que contratar as empresas, daí, creio que dificil trabalhar. No outro ponto, a ANTT é responsável pela resolução e fiscalização somente, terá que tentar receber por vias judiciais, já que achou ótima a resolução, veja o quanto é tormentoso buscar intervenção na justiça para receber pelo frete. Infelizmente senhores, prevalesceu o interesse de grandes (administradoras de cartões e bancos)…é o inicio do fim dos autônomos…….abraços, sorte para todos…. 

  25. heder r. c. batistela on

    isso eu acho que nao coisa so governo e so procurar quem foi que teve a ideia do projeto se nao a interessede transportadoras porque se o governo quizer iria fiscalizar pelo cpf era cadastrar o motorista na antt  com esses dados ja seria suficiente para ele saber o que acontece com o mesmo seria mais simples e o governo teria 100% de cadastramento porque o que vale e nao se preocupar com o veiculo porque ele ja esta cadastrado no detran

  26. MECHEMOS COM TRANSPORTES A MAIS DE 20 ANOS  ESSA LEI DO CARTAO ELETRONICO E MAIS HUM ROUBO NO PAIS,NAO EXISTE VC PAGAR PARA TRABALHAR AGENTE PARA 1% PARA OPERADORA DO CARTAO  PAGAMOS ELS A VISTA E AINDA DEMORA 24 HRS PARA LIBERAR O CREDITO  TEM E QUE TER GREVE GERAL SEOBRE O CASO QUEM APROVOU ESSA LEI E HUM BABACA QUE NAO SABDE DE NADA DE TRANSPORTES, TEM COMO O GOVERNO RECEBER OS IMPOSTOS SEM PASSAR NA MAO DAS OPERADORAS DE CARTAO ROUBOOOOOOOO 

Deixe um comentário