Volkswagen Meteor

Soluções previstas ainda demoram

0

Existe uma luz no fim do túnel para a situação caótica da Zona Norte de São Paulo. Aliás, duas: além do trecho norte do Rodoanel, com entrega prevista para 2015, está pronto o projeto de um novo terminal de cargas na região, com estacionamentos e tudo mais. “Eu vi o projeto, é fabuloso”, diz China, o presidente da Unicam. “Se vai mesmo ser construído, eu não sei. Mas, depois de tantos anos reclamando das coisas, pelo menos temos um projeto de melhoria”.

O projeto existe mesmo, e prevê uma parceria com a iniciativa privada. A assessora de comunicação da Subprefeitura da Vila Maria e Vila Guilherme, Carolina Laurito, diz que ele foi entregue à Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho pelo Grupo Julio Simões Logística, que fez o estudo de viabilidade econômica. O investimento previsto é de R$ 867,2milhões, dos quais R$ 120 milhões para desapropriações.O prazo da concessão é de 35 anos. O projeto será implantado em três fases distintas, ao longo de 13 anos. Atualmente, a Secretaria Municipal do Verde e Meio ambiente está analisando o EVA (Estudo de Viabilidade Ambiental).

A intenção é construir o terminal no cruzamento das rodovias Fernão Dias e Presidente Dutra. Está prevista uma área de armazenagem entre 165 e 180 mil metros quadrados, área de exploração comercial de cerca de 2.400 metros quadrados e um truck center com estacionamento de caminhões e infraestrutura para caminhoneiros.

Já o Rodoanel vem chegando mais depressa. Não muito, mas vem. Os trechos oeste e sul já estão em uso. O trecho leste está em construção e, para fechar o círculo, só falta mesmo o Norte, cuja última previsão, para o início das obras, é neste mês de julho. 

O trecho norte terá 44 km. Começa na confluência com a Avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo(SP-332), e termina na intersecção com a Dutra. O trecho prevê acesso à Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O Rodoanel, em seu conjunto, é uma obra da maior importância: uma rodovia em torno da região metropolitana de São Paulo, que representa 30% do PIB Nacional. Permitirá que veículos que não se dirigem a São Paulo, mas estão de passagem, se desviem do tráfego urbano da capital. O Rodoanel interligará as 10 grandes rodovias que chegam a São Paulo: Bandeirantes (SP-348), Anhanguera (SP-330), Castello Branco (SP-280), Raposo Tavares (SP-270), Régis Bittencourt (BR-116), Imigrantes (SP-160), Anchieta (SP-150), Ayrton Senna (SP-070), Presidente Dutra (BR-116) e Fernão Dias (BR-381).

Ao todo, o Rodoanel vai atravessar 17 municípios que circundam São Paulo. 

Mapa do Rodoanel: falta terminar o trecho Leste e fazer o Norte

Mapa do Rodoanel: falta terminar o trecho Leste e fazer o Norte

Compartilhar

Deixe um comentário